Por que o filme toc toc é uma boa opção para se divertir e aprender psicologia

Equipe Eurekka

Para quem está buscando algo divertido e leve para assistir, o filme toc toc é uma ótima escolha! O longa espanhol aborda de forma descontraída, mas ao mesmo tempo sensível, um pouco do que é o transtorno obsessivo-compulsivo (muito conhecido como TOC).

No filme, vemos várias formas em que o TOC se manifesta, e até mesmo como são os pensamentos obsessivos de quem tem o transtorno. Mostrando que a situação vai muito além da constante preocupação com limpeza e organização.

Então, que tal saber um pouco mais sobre os aspectos desse filme de acordo com a visão da psicologia? Ah, e já vamos avisando que o texto tem spoilers!

Sinopse

O filme toc toc é uma comédia espanhola que mostra seis pessoas que possuem o TOC e estão indo se consultar com o melhor psiquiatra da área. Porém, ao chegar ao consultório, os pacientes se deparam com o atraso do médico, e descobrem que todos tiveram suas consultas marcadas para o mesmo horário.

Eles até pensam em desistir da consulta, mas como remarcar um horário com esse médico poderia levar meses, todos decidem esperar juntos. Assim, ao longo de todo o filme, eles interagem e compartilham suas angústias e dificuldades, de forma que surge um ambiente seguro e acolhedor, onde todos se ajudam.

Mas isso não antes de muita confusão e situações cômicas, é claro. Afinal, são pessoas com diferentes comportamentos obsessivos convivendo entre si dentro de uma pequena sala de espera.

Quais os transtornos do filme Toc Toc: analisando cada personagem

Como já dissemos no início, o TOC pode se manifestar de vários jeitos, e cada um dos personagens do filme toc toc possui uma forma única do transtorno.

No entanto, apesar das diferenças, há algo em comum entre eles: todos acreditam que se não cumprirem as obsessões e compulsões, algo muito ruim vai acontecer.

Por isso, o TOC não se trata apenas de ter uma mania, mas sim de todo o sofrimento psicológico e dos medos que a pessoa enfrenta ao sentir essa necessidade de cumprir o que achamos que é só uma mania simples.

Então, sem mais enrolação, vamos falar agora sobre o toc de cada personagem:

Lili e a repetição incessante de palavras

A Lili é uma personagem que sofre pela compulsão de repetir todas as palavras e frases que diz. Essa condição dificulta muito o dia a dia dela, afinal, poucas pessoas conseguem se comunicar por conta da repetição, e ela até perdeu seu emprego por isso.

Blanca e a limpeza em excesso

A personagem Blanca é o caso de toc que a maioria das pessoas já conhece: a mania incessante por limpeza. Isso porque Blanca trabalha em um laboratório, de modo que, ao longo dos anos, foi criando pânico por germes.

Essa condição atrapalha muito a qualidade de vida dela, pois, nunca consegue se sentir à vontade em nenhum ambiente sem pensar que será contaminada por algo. Além disso, Blanca passa muitas horas do seu dia limpando o ambiente ao seu redor ou higienizando o seu corpo.

Otto e a obsessão por simetria

O personagem Otto também apresenta um sintoma peculiar: sua obsessão é por coisas simétricas e organização em todos os aspectos, além de ter pavor de pisar em linhas. 

Por conta disso, Otto tem muita dificuldade em se concentrar nas coisas naturais da vida, afinal, está sempre focado em manter tudo alinhado e não pisar nas linhas dos pisos por onde passa.

Emílio e os cálculos de tudo a sua volta

Podemos chamar a condição de Emílio também como aritmomania, ou seja, ele sente a necessidade de contar tudo o que está a sua volta, além de realizar todos os cálculos possíveis que nem imaginávamos que existiam.

Você pode até achar “nossa, mas qual seria o problema disso? Afinal, isso o torna um gênio da matemática!”. Mas não é bem assim que funciona. No filme, podemos ver todas as adversidades que ele passa por conta dessa condição, e como isso atrapalha sua vida.

Ana María e os rituais

O toc de Ana Maria envolve cumprir inúmeros rituais que ela criou, que vão desde conferir objetos até rituais religiosos. Nesse caso, você pode pensar “mas eu também confiro algumas vezes se o gás está desligado, ou se a porta está trancada quando vou sair, será que eu também tenho isso?”

Contudo, ao ver o filme, você vai entender como o caso dela é mais sério e a atrapalha muito.

Por conta dessa condição, ela sempre se atrasa para compromissos, e nunca consegue aproveitar o momento presente. Afinal, Ana está sempre se preocupando com algum de seus rituais que não foram cumpridos como ela pensa que deveria.

Federico e a síndrome de Tourette

Logo em sua primeira aparição, já vemos Federico andando na rua e dizendo várias palavras obscenas, que parecem até ser dirigidas para algumas pessoas que passam por ele.

É provável que quem se depare com isso pense “nossa que pervertido sem noção!”. Mas, no decorrer do filme, descobrimos que essas ações ocorrem por conta da Síndrome de Tourette que Federico possui.

Lições do filme toc toc

Lições do filme Toc Toc

Se você assistiu ao filme toc toc e/ou leu o texto até aqui, já deu para notar que ele conseguiu retratar o transtorno obsessivo-compulsivo de forma espontânea e cômica. Mas para além do teor humorístico, também conseguimos tirar algumas lições vitais dessa história.

Essa produção nos permite aprender muito mais sobre o que é o TOC e desfaz os “rótulos” que os transtornos têm. Afinal, com o filme, entendemos que ter TOC não é só ter mania de limpeza, e sim, enfrentar diversos medos e obstáculos.

Então, só com esse filme, você compreende melhor o sofrimento emocional das pessoas com TOC, e passa a ter empatia por eles, por isso, aqui está a outra lição! 

Junto com a empatia, vem o aprendizado de como é crucial apoiar as pessoas que têm qualquer transtorno, ao invés de julgá-las. Além disso, vemos também como ter uma rede de apoio é essencial e faz toda a diferença.

Por fim, também vemos o quanto a autoaceitação é vital para as pessoas que têm transtornos. Afinal, a partir do momento que elas se aceitam como são, fica mais fácil lidar com as nuances de ter um transtorno e superar os desafios que a vida irá trazer.

henrique cofundador da eurekka

Muitas outras análises de séries e filmes além de toc toc

E aí, gostou da análise psicológica de hoje? É incrível como os filmes e as séries conseguem nos trazer lições e ao mesmo tempo nos entreter, né? E claro que em muitas dessas produções, as questões psicológicas e de saúde mental estão envolvidas!

A Eurekka já tem notado isso faz um tempo. Por isso, já fizemos vários textos com análises psicológicas de muitos filmes e séries. Então, se você quiser conferir todos eles, é só clicar aqui e aproveitar as leituras!

Ah, e se a sua série ou filme favorito não estiver aqui ainda, nos conta nos comentários qual é. Assim, conseguimos providenciar uma análise detalhada o quanto antes, combinado?

E também já aproveita pra seguir nossas redes sociais, pois nelas temos vários conteúdos como esse aqui!

Este artigo te ajudou?

0 / 3 2.33

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *