Guia completo sobre o que é equoterapia e seus benefícios

Equipe Eurekka

Já ouviu falar sobre a equoterapia? Se você gosta de bichinhos, sabe que eles podem nos fazer muito bem! Isso é tão verdade, que há até terapias que usam animais para ajudar as pessoas.

Entre elas, está a equoterapia. Nessa forma de terapia, o cavalo é o principal recurso da terapia. Ou seja, o cavalo é quem promove a melhora do bem-estar de quem pratica esse modelo!

Você deve estar em dúvida sobre como andar a cavalo pode fazer isso. Então, que tal descobrir mais sobre essa forma de tratamento? Nesse texto, você vai aprender o que é a equoterapia, quais os seus benefícios, quem deve fazer uso dela e muito mais! 

 O que é equoterapia?

Também conhecida como hipoterapia, a equoterapia é um método de tratamento que ocorre com o cavalo em movimento. Portanto, é uma forma de terapia em que todo o corpo está envolvido. 

Sendo assim, o objetivo é usar o andar a cavalo para promover ganhos motores, psíquicos, sociais e educacionais. Alguns exemplos são o aumento da força muscular, melhora na marcha e maior avanço da sensibilidade pelo contato com o animal.

Além disso, é importante dizer que ela se aplica de forma multidisciplinar. Ou seja, muitas profissões diferentes estão envolvidos nessa prática. Entre eles, da saúde, da equitação (instrutores para andar a cavalo) e da educação.

Para quem é indicado?

Se indica a equoterapia para pessoas com alguma necessidade especial física ou mental. Por isso, aqueles que fazem equoterapia são chamados de praticantes. O termo, portanto, traduz a postura ativa do praticante no processo de equoterapia. 

Entre os casos indicados estão problemas motores, como questões ortopédicas e musculares. Aliás, também é importante citar o caso da paralisia cerebral. Nesses casos, a equoterapia pode ajudar muito  no equilíbrio, na melhora da função motora e no tônus muscular. 

Também é indicada para transtornos mentais, de aprendizagem e linguagem. Em geral, esses casos têm algum déficit em interação social. Para isso, o contato com o cavalo é muito potente, pois melhora as habilidades sociais dos praticantes. 

Como funciona?

A equoterapia acontece sobre o cavalo. Ou seja, ela ocorre através da equitação, na qual todo o corpo do praticante está envolvido. Você pode estar se perguntando: mas como é possível um cavalo ser terapêutico? Calma, nós vamos explicar.

Ao andar, o centro de gravidade do cavalo é deslocado. Isso resulta em uma marcha muito parecida com o ritmo e forma de se mexer dos humanos. Assim, o andar do cavalo altera a resposta do nosso sistema nervoso e permite trabalhar problemas motores e de equilíbrio.

Outro fator muito importante é a interação com o cavalo. Através do contato com o animal, o paciente tem a chance de melhorar mais autoconfiança e novas habilidades sociais. Por isso, há a melhora da sua autoestima.

criança andando em um cavalo com a instrutora de equoterapia ao lado

Equoterapia e autismo 

A equoterapia é um ótimo recurso terapêutico para pessoas com autismo. Nessa condição, as pessoas têm problemas na socialização, na linguagem, no avanço cognitivo e também emocional. 

Através da equoterapia, uma série de objetivos terapêuticos são atingidos de forma lúdica. Um deles é a melhora na interação social. Assim, ao aprender a montar e manejar o cavalo, a criança interage de forma direta com o meio. 

O contato com o cavalo também melhora a compreensão do outro, o contato visual e a maneira de agir em grupo. Além disso, por ser um animal dócil, aceita rápido os praticantes. Isso é visto pelo praticante e, assim, melhora sua autoconfiança e autoestima.

Por fim, também há ganhos de vida diária e autocuidado. Ou seja, a criança aprende sobre alimentação, sono e higiene. Isso acontece, porque ela atua de forma ativa dos cuidados com o cavalo, o que estimula esses novos saberes.

Equoterapia e fisioterapia 

Uma das demandas mais comuns da equoterapia são as questões motoras. A equoterapia é potente para esses casos, pois a marcha ritmada do cavalo estimula várias áreas motoras e sensoriais. 

Ao andar sobre o cavalo, o corpo todo do praticante participa da atividade. Dessa forma, ajuda na reabilitação de problemas motores e também ajuda muito na melhora do equilíbrio.

Além disso, o fisioterapeuta tem um papel vital na equipe multidisciplinar da equoterapia. Isto é, ele vai analisar quais casos se beneficiam da prática e estruturar todo o tratamento: qual a posição adequada no cavalo, quais os objetivos que se busca, entre outros.

Se você precisa de ajuda para ter mais habilidades sociais, para entender sobre si mesmo, ter técnicas úteis e ser uma pessoa cada vez melhor, todos os dias, então você vai adorar conhecer a terapia da Eurekka! Nossa equipe de saúde mental está ansiosa para te conhecer! Saiba mais no banner abaixo.

banner terapia saúde mental com a eurekka

Benefícios da equoterapia

A equoterapia é um recurso terapêutico que promove melhoras motoras, sociais e mentais. Entre os seus principais benefícios estão:

  • Melhora do afeto, devido ao contato da pessoa com o cavalo;
  • Maiores níveis de sensibilidade tátil, visual e auditiva;
  • Melhora da postura e do equilíbrio;
  • Aumenta a autoestima e a autoconfiança, o que promove a sensação de bem-estar;
  • Melhora o tônus muscular;
  • Permite o aumento da qualidade da coordenação motora e percepção dos movimentos;
  • Melhora a interação social.

Então, pode-se dizer que a equoterapia traz muitos benefícios. Além disso, eles já foram comprovados e são reais, o que quer dizer que o sucesso existe.

Quais os princípios da equoterapia?

Alguns princípios norteiam a prática da equoterapia. Aqui no Brasil, a atividade conta com a organização da Associação Nacional de Equoterapia, a ANDE-BRASIL. 

Assim, ela tem a missão de promover a equoterapia como meio de reabilitação, de educação e de inserção social. Também visa a melhora da qualidade de vida de pessoas com deficiência ou necessidades especiais. 

Para que essa missão seja alcançada, a ANDE-BRASIL estabelece alguns princípios

  • Deve ter fundamento técnico e científico;
  • Inicia apenas após avaliação médica, psicológica e fisioterápica;
  • Deve ter uma equipe multidisciplinar da saúde, equitação e educação;
  • Se deve fazer registros de todas as atividades feitas com os praticantes;
  • Ética profissional; 
  • Deve haver alto empenho com a segurança física dos participantes

É muito importante que todos esses princípios sejam seguidos. Isso é usado para garantir que a prática da equoterapia seja sempre feita com rigor e que busque ter a maior eficácia para o praticante, de modo seguro e confiável.

sede eurekka

Aprenda mais com a Eurekka 

E então, você já conhecia a equoterapia? Já sabia como ela pode ajudar na qualidade de vida das pessoas? É bem legal saber sobre essas outras formas de terapia, certo? Muitas delas são úteis em vários casos.

Aliás, se você gostou desse texto, saiba que a Eurekka tem um Clube do Livro com muito conteúdo para você continuar sabendo sobre esses temas cada vez mais!

A Eurekka faz um material de qualidade pensando em ajudar você a melhorar sua vida e ampliar seu conhecimento! Por isso, todo mês temos um tema diferente, como: felicidade e propósito, disciplina, família, saúde financeira e muito mais!

E quem escreve todo esse material é a equipe de psicólogos da Eurekka! Por isso, temos certeza que tudo foi feito com muito carinho e pode, com certeza, ajudar você a transformar sua vida! 

Ficou curioso? Então, conheça já o clube do livro e tenha um meio prático de melhorar a sua vida!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.