Dores no corpo e suas causas emocionais: quais são e como tratar

Equipe Eurekka

Você tem sofrido muito com várias dores e não consegue descobrir o porquê delas? Isso pode significar um desequilíbrio emocional. E cada dor é um sinal diferente de um problema emocional por que você pode estar passando. Por isso, hoje, vamos te contar quais são as dores no corpo e suas causas emocionais.

Assim, você vai aprender a identificar as causas desse desconforto e também a tratar o problema com 3 dicas de ouro!

Boa leitura!

Por que as dores no corpo podem ter causas emocionais?

Muitas vezes, passamos por momentos difíceis na vida, sendo que cada pessoa reage a isso de um jeito diferente. Contudo, quando tentamos mostrar muita força e resistência a uma dificuldade, acabamos guardando muita coisa dentro de nós.

Com isso, ficamos muito sobrecarregados de emoções não resolvidas, que dentro de nós se transformam em hormônios e neurotransmissores que geram as dores no corpo que têm causas emocionais.

mulher sente dores nas costas pois tem dores no corpo e suas causas emocionais

Quais são as dores no corpo que têm causa emocional

Então, agora vamos falar sobre algumas dores no corpo e suas causas emocionais. Assim, você pode ficar mais atento ao que acontece com você e aumentar o seu autoconhecimento em relação ao seu corpo e mente.

Tensões e dores nos músculos

Em geral, dores nos ombros, pescoço, nuca, costas e até mesmo lombar podem ter causa emocional. Isso porque, quando nossa mente não está legal, nosso corpo tende a reagir se contraindo.

Como instinto de proteção, regiões vitais do nosso corpo, que ficam no abdômen, pescoço e face, se contraem e nos deixam mais encolhidos. Além disso, há um acúmulo de cortisol no nosso sangue, que ajuda a enrijecer os músculos. 

Isso ocorre quando estamos lidando com inseguranças, conflitos entre nossas emoções e a razão, sobrecarga de tarefas, medo, raiva e estresse prolongados. 

Dores no estômago

É bem comum sentir dores no estômago e problemas no intestino e, ao ir ao médico, não ter nenhum problema gástrico aparente. Se isso ocorrer, desconfie que as suas dores acontecem por um desequilíbrio emocional.

Quando estamos nervosos ou ansiosos, é normal que o corpo reaja com alguns hormônios que aumentam a produção de suco gástrico em nosso estômago, que causam as dores. Além disso, eles também alteram a nossa fome e o funcionamento do intestino.

Por isso, se atente a quando estiver com altos níveis de tensão, irritabilidade, nervosismo, ansiedade, raiva e/ou mágoa, pois eles podem gerar problemas gastrointestinais.

Dores de cabeça

As dores de cabeça e enxaqueca também têm relação com o nosso estado emocional, visto que o nosso cérebro é responsável pelo que pensamos, o excesso de preocupações pode gerar uma sobrecarga. E, assim, o cérebro se manifesta por meio de dores para sinalizar que algo está errado.

Esse tipo de dor ocorre quando focamos muito em um problema ao invés de agir, nos culpamos demais, relembramos momentos ruins do passado ou estamos muito sobrecarregados com tarefas difíceis.

Problemas no sistema imunológico

Se você fica doente com frequência, talvez o problema não esteja só nas vitaminas do corpo, mas também no seu estado emocional. Isso porque, o sistema imunológico tem uma forte ligação com áreas no nosso cérebro que lidam com as emoções.

Para que a nossa imunidade funcione bem, é preciso que esse sistema seja ativado por alguns neurotransmissores. E eles também são responsáveis por lidar com momentos ruins, como raiva, estresse, ansiedade, tristeza e traumas.

Ou seja, se esses neurotransmissores estiverem ocupados com esses sentimentos, eles não conseguem ativar da forma certa o nosso sistema imunológico. Então, ficamos mais vulneráveis a vírus, bactérias e fungos.

homem com a mão no rosto sentindo dor de cabeça e suas causas emocionais

Como tratar dores emocionais

Agora que você entendeu quais são as principais dores no corpo e suas causas emocionais, que tal entender como melhorar isso? Afinal, além de procurar um médico para tratar a dor física, é preciso também ter soluções para a dor emocional.

Se atente ao seu estilo de vida

Antes de mais nada, pare por um momento e veja como está sua vida agora. O que você tem feito todos os dias? As coisas que você faz te dão alegria, prazer, satisfação? E você tem dedicado tempo para você? E para curtir com pessoas que você ama?

Fazer essa análise é o primeiro passo para identificar o que há de errado e começar a fazer as mudanças necessárias. 

Além disso, é bom se atentar também a como você lida com os problemas da vida. Você tem lidado com eles de frente, buscando resolver da melhor forma? Ou só tenta ignorar, esperando que ele desapareça sozinho com o tempo?

Quando você não lida com os problemas, e não os coloca para fora, fica apenas guardando tudo para si, o corpo reage de outras formas, incluindo dores físicas.

Cuide da sua saúde mental

Como você já deve ter percebido, não tem como escapar, só é possível cuidar da sua saúde física se a mental estiver em dia. Por isso, coloque a sua saúde mental no topo das prioridades agora.

Comece a dormir de 7 a 8 horas por dia, evite se expor a situações que causam ansiedade, diminua seu tempo de telas, encontre um hobby e equilibre sua rotina! Tudo isso é essencial para uma boa saúde mental.

Para muitas pessoas é difícil fazer isso sozinho. E não tem problema nenhum admitir que precisa de ajuda nessa trajetória. Na verdade, aceitar a ajuda de um profissional vai te fazer chegar no lugar certo mais rápido.

Então, se você perceber que esse é o seu caso, não deixe de buscar um bom terapeuta. Aqui na Eurekka temos profissinais humanizados e experientes que vão te dar o melhor atendimento! Então, marque uma Conversa Inicial clicando no banner abaixo!

banner terapia

Faça exercícios e alongamentos

Por fim, cuidar do seu corpo é vital para prevenir dores. Afinal, o corpo do ser humano não foi feito para ficar o dia todo deitado ou sentado. É preciso estar sempre fazendo movimentos para que ele funcione e gaste a energia acumulada.

Através dos exercícios físicos, você garante uma maior mobilidade do corpo, evitando várias dores musculares. Além disso, movimentar o corpo permite que ele se conecte melhor, e assim, os nutrientes e hormônios circulem por todo o corpo, na dose certa.

Por isso, comece o quanto antes esse tipo de prática! Escolha algum exercício que goste de fazer e insira na sua rotina, pelo menos de 3 a 4 vezes na semana.

logo eurekka

Deixando as dores emocionais para trás

Sabemos que pode não ser tão fácil analisar sua vida sozinho, assim de uma hora para outra. E nem mesmo inserir novos hábitos, como exercícios, na sua rotina. E, infelizmente, hoje em dia nem todos têm condições de pagar por um terapeuta.

Quando nos damos conta disso, ficamos desanimados, pois temos a sensação de que mudar nosso estilo de vida vai ser muito difícil sem alguém para nos direcionar e acompanhar.

E é pensando em tudo isso que a Eurekka vai disponibilizar uma super aula gratuita, para te ensinar a melhor forma de vencer o desânimo e recuperar o ânimo para viver! Então, se você não quer perder essa aula, clique aqui e se inscreva agora mesmo!

Este artigo te ajudou?

0 / 3 2.14

Equipe Eurekka

One reply on “Dores no corpo e suas causas emocionais: quais são e como tratar”

Estou sentindo um desconforto na perna mais quando paro de pensar nela não sinto nada , tomei antiflamatoruo e continua estou e fse de retirada de anti depressivo fico muito ansioso ela começa a encomendar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *