Depressão psicótica: o que é, sintomas e como tratar

Equipe Eurekka

É provável que você já tenha ouvido falar bastante sobre depressão. Por ser um transtorno mental muito discutido hoje em dia, é comum que as pessoas saibam seus principais sintomas. Por exemplo, a tristeza e a apatia. No entanto, você já ouviu falar da depressão psicótica?

Esse é um tipo de depressão em que a pessoa tem, além dos sintomas depressivos, sintomas psicóticos. Isto é, ela ouve vozes, pensa que estão seguindo ela, acredita que é um deus… Além disso, esse é um tipo de depressão mais grave que o normal. Desse modo, é muito importante saber identificar casos assim. Também é vital incentivar quem tem esses sintomas a buscar tratamento. 

Ficou curioso e quer saber mais? Neste texto, você vai entender tudo o que quer saber sobre a Depressão Psicótica! Dessa forma, você vai aprender quais são os principais sintomas, os fatores de risco, qual o tratamento e muito mais!

Primeiro, o que é uma psicose?

A psicose é um estado em que a pessoa se distancia da realidade, apresentando um comportamento anormal. Por exemplo, ela passa a ouvir vozes e acreditar que está sendo perseguida de forma constante.  

Além disso, a pessoa pode ter outras alterações. Em geral, essas mudanças aparecem de cinco formas diferentes: 

  • Delírios
  • Alucinações 
  • Pensamento ou discurso desorganizado
  • Comportamento motor anormal 
  • Sintomas negativos, como redução da expressão emocional

Essas alterações são chamadas de sintomas psicóticos. Além disso, são mais comuns na esquizofrenia e em casos graves de Transtorno Bipolar. No entanto, podem estar presentes em outros transtornos, como na depressão. 

O que é depressão psicótica?

Os sintomas psicóticos não fazem parte dos critérios diagnósticos para depressão. No entanto, quando eles estão presentes num caso de depressão, dizemos que é uma “depressão psicótica” ou ainda, uma depressão com sintomas psicóticos

Dessa forma, na depressão psicótica, a pessoa tem sintomas depressivos e também alucinações, delírios e discurso desorganizado. Além disso, esses sintomas podem aparecer de duas formas: congruentes ou incongruentes com o humor. 

Isto é, os sintomas psicóticos podem ser coerentes com o humor deprimido. Assim, a pessoa tem alucinações e delírios com temas de morte, punição, culpa… No entanto, quando os delírios não envolvem temas depressivos, dizemos que são incongruentes com o humor. 

pessoa com uma bola acorrentada na perna dentro de uma caixa com um cérebro

Depressão maior x depressão psicótica

A grande diferença entre a depressão maior e a depressão psicótica é a presença dos sintomas psicóticos. Na depressão comum, eles estão ausentes. Por outro lado, para chamarmos de depressão psicótica, a pessoa deve ter esses sintomas.

Além disso, a depressão psicótica, em geral, é mais grave que a depressão comum. Ainda, a depressão acompanhada de sintomas psicóticos pode ser parte de um Transtorno Depressivo Maior ou de um Transtorno Bipolar Tipo I.

O que pode causar depressão psicótica?

Até o momento, não se sabe qual a causa exata da depressão psicótica. Assim como em outros transtornos mentais, se acredita que sua origem seja multifatorial. 

Apesar disso, já se sabe que algumas pessoas têm uma chance maior de desenvolver depressão psicótica. Isto é, elas apresentam alguns fatores de risco. 

Quais os fatores de risco?

Um dos principais fatores de risco é ter tido vários episódios depressivos. Isto é, ter tido vários episódios de depressão sem características psicóticas. 

Além disso, há fatores genéticos. Dessa forma, parentes de primeiro grau de alguém com depressão psicótica correm mais risco de também ter. 

Ainda, outros fatores podem colaborar para que se desenvolva a depressão psicótica. Entre eles, estão os fatores ambientais, psicológicos, desequilíbrio hormonal e o uso de drogas ou medicamentos.

Os fatores de risco devem ser levados em conta por qualquer pessoa que tenha histórico de depressão na família. O profissional mais indicado para avaliar essa questões e entender melhor a sua situação é o psiquiatra. Os psiquiatras da Eurekka são humanizados e escolhidos a dedo, e por isso, garantimos que todos os seus pedidos serão ouvidos. Agende sua primeira consulta no banner abaixo.

banner psiquiatria na Eurekka

Como fazer o diagnóstico da depressão psicótica? 

O diagnóstico da depressão psicótica deve ser feito por um profissional de saúde mental. Isto é, psicólogos e médicos psiquiatras. Para isso, o profissional toma como base o DSM-5 ou a CID-11. 

Segundo o DSM-5, a pessoa precisa ter um episódio depressivo maior e, durante o episódio, ter também sintomas psicóticos. Para ter um episódio depressivo maior, a pessoa tem que ter cinco ou mais dos seguintes sintomas por duas semanas: 

  • Tristeza persistente em diferentes graus;
  • Perda de interesse por atividades que antes a deixavam com ânimo;
  • Perda ou ganho de peso
  • Muito sono ou insônia;
  • Agitação motora ou lentidão dos movimentos;
  • Cansaço que nunca passa;
  • Baixa consideração por si mesmo, sentir-se sem valor, baixa autoestima;
  • Dificuldade constante para se concentrar e pensar;
  • Dificuldade de sentir prazer e emoções positivas;
  • Pensar em morte ou fazer um plano para suicídio

Além disso, a pessoa tem que ter sintomas psicóticos para que feche o diagnóstico de depressão psicótica. Entre os principais sintomas, estão as alucinações e os delírios.

tristeza por causa da depressão psicótica

Quais os sintomas de depressão psicótica? 

Os sintomas da depressão psicótica são a união dos sintomas da depressão e da psicose. Assim, a pessoa tem humor deprimido, falta de interesse por atividades em geral e também sintomas psicóticos. 

Os sintomas psíquicos mais comuns são os seguintes: 

  • Delírios
  • Alucinações
  • Comportamento alterado
  • Alteração na expressão dos sentimentos
  • Instabilidade emocional 

Diferença entre delírio e alucinação

É comum que as pessoas confundam delírios e alucinações. No entanto, eles não são a mesma coisa. Os delírios são ideias fixas em que a pessoa acredita de forma muito forte. Alguns temas comuns de delírios são perseguições e de grandeza, como acreditar que é um deus.

Já as alucinações, são alterações na percepção da pessoa. Ou seja, no que ela sente. Assim, a pessoa pode ter alucinações visuais, como ver alguém que não está ali. Também pode ter alucinações auditivas, nas quais afirma ouvir vozes. 

Como é feito o tratamento?

O tratamento para depressão psicótica é feito através de terapia e medicação. Abaixo, descrevemos com mais detalhes como isso acontece. 

O tratamento farmacológico é o principal na depressão psicótica. Assim, é possível usar antidepressivos, antipsicóticos ou uma combinação entre os dois. O mais comum, no entanto, é a união dos dois.  

Os antidepressivos são usados com o objetivo de estabilizar o humor. Já os antipsicóticos, têm o papel de controlar as alterações do pensamento e comportamento da pessoa. Isto é, diminuir as alucinações e delírios. 

Ainda, alguns casos podem precisar de internação. Isso é mais comum em casos graves. Isto é, que exigem monitoramento dos sintomas e do tratamento. Um dos principais pontos a serem considerados para a internação é a segurança do paciente e das pessoas ao seu redor. 

Além dos medicamentos, é indicado que a pessoa com depressão psicótica faça terapia. Através dela, a pessoa vai poder aprender a lidar com seu transtorno. Ainda, vai desenvolver novas habilidades que ajudam a diminuir o risco de ter um novo episódio depressivo.

sede eurekka

Conheça a equipe completa de saúde mental da Eurekka

A Eurekka é a maior clínica de psicoterapia online do Brasil. Ela ajuda centenas de pessoas, todos os meses, a viverem uma vida melhor. Agora, também conta com atendimento médico psiquiátrico! 

Assim, a Eurekka pode te ajudar no tratamento da depressão psicótica! Como você viu neste texto, o melhor tratamento para esse transtorno é através dos medicamentos combinados com a terapia.

Você pode clicar aqui para conhecer a Eurekka Med e tirar todas as suas dúvidas em relação às consultas da Eurekka. O melhor de tudo é que os nossos profissionais podem atender você de qualquer lugar do mundo, na modalidade online, e inclusive oferecer a receita digital, caso seja necessária!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Leave a Reply

Your email address will not be published.