Cyberbullying: descubra o que é e como lidar com isso

Equipe Eurekka

Não há dúvidas de que a internet trouxe muitos benefícios para nós, não é mesmo? Porém, junto com toda a facilidade, muitos pontos negativos também começaram a aparecer, como o cyberbullying

Esse problema vem afetando muitas pessoas, principalmente crianças e adolescentes. Então, se você quer entender o que é o cyberbullying e como lidar com esse problema, esse texto é para você!

Aqui nós vamos explicar tudo sobre o assunto e ensinar como proteger a você mesmo, ou pessoas próximas a você, como filhos, amigos e outras pessoas queridas. 

O que é cyberbullying? 

O cyberbullying é qualquer ato realizado através da internet que seja ofensivo e prejudique alguém. 

Ou seja, quando uma pessoa age com a intenção de humilhar e difamar alguém a partir de ações no espaço virtual, é considerado cyberbullying. 

Você se lembra do ambiente escolar onde quase sempre tem uma pessoa que gosta de fazer brincadeiras ofensivas com o outro? Então, é bem parecido com isso, a diferença é que tudo acontece dentro da internet e usando recursos que a rede oferece. 

Além disso, vale lembrar que algumas ações consideradas como cyberbullying são crimes perante o código penal, como: calúnia, difamação, injúria e falsa identidade. 

Sinais de que seu filho sofre perseguição na internet 

Como as crianças e adolescentes são as que passam mais tempo na internet, elas acabam tendo contato com muitas pessoas maldosas. Por isso, essas faixas-etárias são o principal alvo do cyberbullying. 

Então, é importante que você consiga identificar alguns sinais de que seu filho, ou alguém próximo a você, esteja sofrendo com esse problema, para que assim você possa ajudá-los de forma adequada.

E alguns desses sinais são: 

menina isolada

Tristeza e isolamento

A vítima do cyberbullying pode começar a ficar cabisbaixa, procure ficar em cômodos mais isolados da casa e apresente um temperamento desanimado.

Uma pessoa que antes era comunicativa e sociável pode passar a se isolar, falar menos com a família e pessoas próximas e perder interesse por coisas que gostava de fazer. 

E essa tristeza pode ser percebida, até mesmo através de músicas tristes que a pessoa ouve, escritos, modo de falar e muitas outras coisas. 

Baixa Autoestima 

Esse também pode ser um sinal muito comum de uma vítima de cyberbullying, pois, quando a pessoa fica exposta a humilhações constantes, isso pode começar a afetar o modo como ela vê a si mesma. 

Então, pode ser que uma criança/adolescente, que antes se mostrava satisfeita e tranquila com seu modo de ser, passe a questionar muito sua aparência e comece a apontar defeitos físicos e de personalidade de forma constante. 

É preciso ficar muito atento, pois, quando essa insatisfação consigo mesmo começar, é necessário que alguém intervenha de forma correta.

Portanto, se você sente que seu filho, ou conhecido, está tendo problemas em relação a si mesmo de modo constante, procure ajuda antes que tal problema se agrave. 

A Eurekka disponibiliza uma equipe que pode ajudar vítimas desse comportamento negativo. Aqui os psicólogos irão trabalhar para ajudar a pessoa a lidar com esse problema e viver melhor consigo mesma. 

É só clicar no banner abaixo e agendar sua sessão com a Eurekka.

banner terapia saúde mental com a eurekka

Tensão 

Outro sinal de que alguém está sendo vítima de cyberbullying é um comportamento tenso. Como, por exemplo: ao pegar o celular, ou outros aparelhos eletrônicos, a criança/adolescente se mostra distante, apreensiva e parece estar muito desconfortável

Ao ser confrontada sobre o assunto, pode ser que a vítima não fale sobre o que tem acontecido e se mostre muito fechada. Além disso, pode ser que no dia a dia ela pareça sempre preocupada e distraída.

E essa tensão pode afetar até mesmo a rotina e o físico da pessoa em questão, como: dormir mal à noite, comer menos, sentir dores de cabeça e parecer distante o tempo todo. 

7 tipos mais comuns de cyberbullying 

Como esses atos negativos começaram a ser muito comuns na internet, foi possível identificar quais são os mais comuns e como eles ocorrem no espaço virtual.

É importante saber quais são esses tipos de cyberbullying, para que você possa reconhecer quando isso acontecer, com você ou com outra pessoa, e tomar as medidas que forem necessárias. 

Então, confira agora quais são esses tipos de bullying virtual. 

1. Calúnia

A calúnia acontece quando alguém acusa outra pessoa de praticar atos criminosos na internet. Isso acontece, de modo geral, nas redes sociais, mas também pode acontecer em outros recursos eletrônicos.

Assim, quando isso acontece, geralmente a pessoa que espalha a mentira sabe que aquilo não é real e faz somente para prejudicar alguém ou ganhar atenção. 

2. Difamação

A difamação acontece quando alguém posta de modo público um conteúdo com intenção de ofender alguém em específico. Diferente da calúnia, essas informações não acusam alguém de um crime, mas buscam ferir a imagem de alguém a partir de ofensas. 

Esse conteúdo maldoso é espalhado de forma proposital para magoar e fazer com que alguém seja visto com maus olhos.

3. Injúria

A injúria acontece quando alguém usa a internet para agir de forma injusta com alguém. Diferente da calúnia e da difamação, a injúria não acontece de modo público, mas é quando alguém fala algo maldoso diretamente com a vítima. 

Por exemplo, xingando uma pessoa através de mensagens no Whatsapp.

menino sofrendo cyberbullying

4. Ameaças 

Esse tipo de cyberbullying também acontece de modo privado e se trata do ato de ameaçar alguém. 

A pessoa que comete esse crime geralmente ameaça o outro para conseguir algo em troca. Além de, na maioria dos casos, intimar a vítima a não contar para ninguém sobre as ameaças.

5. Constrangimento ilegal 

Essa ação é bem parecida com a ameaça, mas age de modo mais específico, já que o criminoso obriga a vítima a fazer algo no meio virtual. 

Alguns exemplos são: obrigar alguém a mandar fotos íntimas, áudios, ligar a webcam e até mesmo fazer postagens vergonhosas.  

6. Falsa identidade

É nesse tipo de cyberbullying que se encaixam os famosos perfis fakes. Sendo assim, o crime pode acontecer de várias maneiras: o criminoso pode criar um perfil falso fingindo ser alguém para difamar essa pessoa, ou até mesmo utilizar fotos que não são suas para se cadastrar em sites de seu interesse. 

Além disso, algo muito comum é alguém fingir ser mais mais novo, mais velho ou ser de outro gênero para conseguir conversar e enganar alguém. 

7. Perturbar a tranquilidade  

Aqui se encaixam todos os tipos de incômodo que alguém pode provocar através da internet. Como, por exemplo: fazer chamadas em horas inapropriadas, mandar várias mensagens para atormentar a vítima, mandar fotos ou vídeos que não foram pedidos, perseguição nas redes sociais e muitos outros. 

Por que a pandemia aumentou os casos de cyberbullying? 

Com a pandemia do covid-19, as crianças e adolescentes começaram a passar mais tempo na internet do que antes. Afinal, as aulas começaram a ser através do computador, a escola adiou os passeios e se encontrar com os amigos se tornou algo muito difícil.

E, por causa dessa maior exposição à internet e às redes sociais, todos ficaram mais vulneráveis a ataques de pessoas que também estavam com mais tempo para ficar online.

Ou seja, como na internet é rara a supervisão de responsáveis, como acontece pessoalmente, algumas pessoas, que já eram mal intencionadas, ficaram mais livres para agir no espaço virtual.

Outro fator importante é que crianças estressadas pelo cenário pandêmico e que, muitas vezes, não recebem atenção dos pais, podem agir de modo errado com os outros colegas, criando um ambiente hostil e fértil para o cyberbullying.

Além disso, quanto mais tempo as crianças e adolescentes ficam online, mais propensas elas ficam para entrar em ambientes online inapropriados, nos quais pode acontecer o cyberbullying.  

Como procurar ajuda em caso de cyberbullying? 

Se você é o responsável por alguém que tem sofrido com o bullying online, ou se você é a vítima desse crime, saiba que existem meios de se proteger e procurar ajuda, alguns deles são: 

  • Bloquear e denunciar contas ofensivas nas redes sociais e pedir que outras pessoas denunciem também. 
  • Bloquear no Whatsapp pessoas que mandam mensagens com ameaças e injúrias.
  • Procure seus responsáveis e conte a eles o que tem acontecido, por mais que seja difícil. Eles vão ajudar você a sair dessa situação! Não aceite ser ofendido e caluniado. 
  • Se você é o responsável, busque olhar com frequência o celular dos seus filhos e converse com eles sobre a importância de manter apenas relações saudáveis na internet. Então, se você vir algo suspeito, bloqueie ou denuncie às autoridades responsáveis, caso for algo mais sério. 
  • Além disso, se o autor do cyberbullying é da idade da pessoa por quem você for responsável, converse com os responsáveis dessa criança ou adolescente. 

sede eurekka

A Eurekka te ajuda a lidar com o cyberbullying 

O bullying, seja ele virtual ou presencial, é capaz de afetar a mente e fazer com que alguém entre em um quadro depressivo.

Sofrer ameaças e ofensas afeta muito a saúde mental da vítima. 

Por isso, é importante dar atenção a quem tem sofrido com esse problema e procurar ajuda de profissionais da área da saúde mental, para que eles possam identificar traumas e cuidar do emocional da pessoa que passou ou tem passado por uma situação ruim. 

Então, se você tem interesse em receber esse cuidado, para você ou para outra pessoa, clique aqui e conheça a Terapia Eurekka. Somos um time de profissionais experientes e habilitados para cuidar da sua mente e do seu bem-estar. 

E, se você quer receber mais conteúdos gratuitos incríveis, conheça nossas redes sociais: Instagram, Youtube e Facebook

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Leave a Reply

Your email address will not be published.