Crise Existencial: descubra 7 sinais que você está passando por isso

Equipe Eurekka

Você já sentiu em algum momento da vida que nada mais fazia sentido, que o mundo perdeu seu brilho ou que você estava sozinho e desprotegido? Se sim, é possível que você tenha passado por uma crise existencial.

A crise existencial é algo que acontece com as pessoas há muito tempo. Sendo, muitas vezes, a faísca inicial para grandes trabalhos na área da filosofia e humanidades em geral.

Mas, uma coisa é certa, uma crise dessas é algo muito desconfortável e, se não for resolvida em tempo, pode ser o gatilho para algum problema mental mais duradouro. Por isso, é muito importante que você saiba o que é crise existencial e como lidar com uma.

Então, neste texto, vamos olhar a crise existencial através da lente da saúde mental. De forma a mostrar para você até quando os efeitos gerados por essa crise podem ser normais e a partir de quando se tornam perigosos. Além disso, você vai aprender a identificar os sintomas e receber dicas de como lidar com a crise.

O que é uma crise existencial?

A crise existencial é um estado de humor atingido que ocorre quando há uma quebra em nossa realidade. É quando parece que nada ao nosso redor faz mais sentido.

A crise é marcada por uma profunda desconexão com o mundo ao redor, no qual a maior parte das coisas perde seu propósito e razão de ser.

Mas sabia que, no limite certo, uma crise existencial pode ajudar você a pensar melhor sobre sua vida e sobre as coisas que importam de verdade para você? Então, é importante entender que a crise passa. E que uma (ou mais de uma) crise existencial durante a vida é normal, e até saudável.

Mas, mesmo tendo seu lado positivo, o estado de crise existencial traz grande desconforto e solidão. Além de poder, até mesmo, desencadear ideações suicidas. Por isso, confira aqui embaixo alguns sintomas que indicam uma crise existencial, quando esses sinais se tornam preocupantes e como lidar com as crises!

pessoa passando por uma crise existencial

7 sinais de uma crise existencial

Uma crise existencial será um momento único na vida de cada pessoa, e acontece de forma singular para cada um. Sendo que alguns podem até passar pela experiência sem saber que era uma crise.

Mas, de maneira geral, há alguns sintomas que indicam uma crise existencial. E, abaixo, vamos listar 7 dos mais comuns.

Assim, você vai poder ter uma ideia se você ou alguém próximo está passando ou já passou por essa crise.

1. Ansiedade

A ansiedade é um sintoma normal nos seres humanos e pode surgir em diversas ocasiões. Em resumo, a ansiedade preapara você para algo que pode acontecer.

Mas, durante uma crise existencial, é comum que o nível de ansiedade aumente para além de padrões normais e saudáveis. E alguns sintomas dessa ansiedade ruim são: sono desregulado, fadiga, humor irritado, tensão muscular, falta de concentração e inquetação. Além de alguns sintomas físicos, como: suor em excesso, tremores, paralisia, falta de ar e outros.

E algo muito importante é entender que a ansiedade é apenas uma resposta e não o problema em si. Por exemplo: o sintoma é a ansiedade e a causa é que você não sabe quando irá conseguir um emprego.

Então, é preciso entender a causa dessa ansiedade e tratá-la. Pois, focar apenas em resolver a ansiedade será uma tentativa de resolver apenas o sintoma e não o problema central.

Por isso, caso você esteja muito ansioso e não saiba a causa exata, procure auxílio de um profissional da saúde mental! Para que assim você consiga descobrir a causa dessa ansiedade e tratar esse sintoma de modo adequado.

2. Cansaço mental

Ao passar por uma crise existencial você pode sentir um grande cansaço mental, mesmo sem ter realizado grandes tarefas durante o dia.

E esse estado de cansaço, e até confusão, pode ser resultado dessa perda de sentido nas tarefas cotidianas, algo que é comum na crise.

Se antes você estudava 2h por dia de modo tranquilo, durante a crise talvez você estude de má vontade por não ver mais motivos para isso, e, como resultado, acabe ficando com a mente exausta.

Porém, após passar pelos períodos mais intensos da crise esse cansaço mental irá desaparecer de modo natural. Por isso é importante aguentar firme, tirar um tempo para você e esperar a crise passar.

3. Necessidade de ficar sozinho

Ao passar por uma crise existencial é comum sentir grande desconexão com o mundo ao redor e querer se isolar dos outros. E essa atitude pode até ser saudável, uma vez que, ao ficar sozinho, você poderá pensar melhor sobre a crise pela qual está passando.

O problema é quando essa solidão continua por muito tempo, te deixando cada vez mais isolado de seus amigos, famílias ou companheiros. Nesse caso, é importante procurar ajuda, uma vez que as relações sociais são muito importantes para a saúde mental e não devem ser deixadas de lado por muito tempo.

4. Desânimo e pessimismo

Em uma crise, é comum questionar sua vida. E é comum que isso traga um grande desânimo geral e que o pessismo tome conta.

Mas é preciso saber diferenciar tristeza ou desanimo de depressão. Os primeiros são emoções e sentimentos normais, que fazem parte da experiência humana. Já a depressão é uma transtorno psicológico que, se não tratado, irá trazer grandes dificuldades para você.

Mas como saber diferenciar tristeza e depressão? Bom, se o sentimento de desanimo durar por muito tempo (mais do que duas ou três semanas) já é recomendávél procurar um profissional da saúde mental para que a causa desse problema seja descoberta.

E, se você tem se sentido assim, desanimado, triste e pensando que nada mais faz sentido, uma boa ideia é conversar com um dos profissionais da Eurekka.

Nossos psicólogos irão ajudar você a entender o que está acontecendo e irão guiar você pelo caminho da recuperação e do autoconhecimento. Assim, você estará pronto para ter uma vida mais feliz e com a saúde mental em dia!

É só clicar no banner abaixo e marcar sua consulta!

banner terapia

5. Sentimento de incapacidade

Além de se sentir desanimado é provável que, em uma crise existencial, você se sinta incapaz de lidar com situações da sua vida.

Essa incapacidade pode ser mais abstrata, como em relação ao rumo que sua vida está indo. Mas também pode se estender para as tarefas diárias de seu cotidiano, como por exemplo: se sentir incapaz de arrumar a casa de modo agradável, sentir que não faz nada direito e muitos outros.

Nesse momento é importante colocar as coisas em perspectiva, entender suas limitações e não se comparar em excesso com ninguém! Dê o seu melhor dentro da sua realidade e fique satisfeito com suas pequenas vitórias.

6. Alterações de apetite e de sono

Quando você está em crise é comum ter dificuldade em cumprir necessidades básicas como alimentação e tempo de sono adequado.

Além disso, durante uma crise existencial, você pode até chegar a pensar que não vale a pena o esforço para manter essas necessidades. Por exemplo, pode ser que você pense que não tem motivos para dormir 8h por dia e cuidar da sua saúde física e mental.

Porém é muito importante que você cuide de si mesmo, em especial no sono, algo que tem forte impacto em sua saúde mental. É essencial que, mesmo em crise, você se respeite e continue cuidando do seu corpo e da sua mente.

7. Ausência de perspectiva de futuro

Ao passar por uma crise existencial, seja com todos os sintomas acima ou apenas alguns, qualquer ideia que você tem do futuro pode ser alterada.

Isso é natural e, de certa forma, até bom. Pois, no final da crise, você pode sentir a necessidade de redefinir suas prioridades e mudar alguns rumos de sua vida, de modo a melhorar sua situação atual e futura.

E por mais que, durante a crise, o sentimento de falta de perspectiva seja angustiante de verdade, você deve entender que esse sentimento irá passar.

O mais importante, nesse momento, é não tomar grandes decisões e esperar não estar mais em crise antes de mudar algo. Pode ser muito legal se aconselhar com outras pessoas também, sejam amigos e familiares ou algum profissional da área.

O essencial é pensar bastante sobre o que te levou à crise, o que incomoda você na sua vida e faça as mudanças necessárias, mas sempre de forma racional e não impulsiva.

a felicidade depois de superar uma crise existencial

Como superar a crise existencial?

Como falamos ao longo do texto, a crise existencial pode fazer você crescer muito, porém, antes de chegar ao fim, ela pode trazer muita angústia.

Cada pessoa tem sua maneira de superar uma crise existencial, mas todas elas envolverão, de alguma forma, um momento de olhar para dentro e identificar as causas da crise.

E, para te ajudar a passar por essa fase difícil, nós listamos aqui algumas formas para que você, ou alguém próximo, que está passando por uma crise existencial consiga superá-la. Então, confira só!

Inteligência emocional

Em resumo, a inteligência emocional é um conjunto de habilidades que nos permitem entender e administrar melhor nossas emoções e sentimentos.

Uma pessoa com boa inteligência emocional não é imune a sentimentos, porém ela sabe o suficiente sobre o efeito deles em si para entender como responder a eles.

Por isso, é muito importante que você aprimore sua inteligência emocional. Comece a pensar sobre suas emoções, sentimentos, busque entender o que levou você a se sentir assim e tente encontrar qual a melhor forma de lidar com essa situação.

Tenha uma rotina saudável

Como falamos acima, pode ser que na crise seja muito difícil ter vontade de se cuidar, mas é muito importante que você mantenha esse hábito.

Quando você não se cuida, você entra em um ciclo vicioso de tristeza, auto julgamento e desesperança. Por isso, algo muito importante na crise é olhar com carinho para você mesmo.

Algumas dicas imporatantes são:

  • Faça uma checklist com as tarefas diárias
  • Marque um horário certo para dormir e para acordar
  • Tenha uma alimentação equilibrada
  • Pratique exercícios físicos que você goste
  • Tire um tempo para a família e amigos
  • Tenha horas de lazer, como: assistir seus filmes favoritos, ler um livro etc

Autoconhecimento para lidar com a crise existencial

O autoconhecimento é a capacidade que você tem de entender seus interior e suas interações com o mundo ao seu redor. Assim tudo, desde seus sentimentos sobre você, e até como se relaciona com seu parceiro, faz parte desse conhecimento.

E ele é muito importante para que você consiga entender o porquê de estar sentindo certas coisas, quais são as atitudes que você gosta e que não gosta, quais são suas limitações, qualidades e muito mais!

Portanto, tire um tempo apenas para refletir. No seu quarto, ou algum lugar silencioso e confortável, fique em silêncio e apenas relfita sobre você, o que te trouxe até aqui, o que faz sentido na sua vida e o que não faz mais, enfim, pense em tudo que diz respeito à você.

Com o tempo e com a prática, você vai começar a se conhecer e entender melhor como lidar com suas crises e dilemas!

sede da Eurekka

Ajuda da Eurekka para lidar com a crise existencial

Ao passar por uma fase difícil, é sempre bom ter pessoas com quem contar. Porém, muitas vezes, por melhores que sejam as ações de nossos amigos, companheiros e familiares elas podem não ajudar no problema em si.

Por isso, quando passamos por alguma dificuldade que envolva nossa saúde mental, é muito importante saber que podemos, e devemos, recorrer a um profissional da área.

Talvez você pense que ir em um psicólogo ou psiquiatra é apenas para quem apresenta casos graves, porém, ao começar a terapia, você irá se surpreender com a transformação que essa prática traz em todas as áreas da vida!

Nossa equipe de psicólogos pode ajudar você a se conhecer melhor e entender as razões da sua crise! Assim você irá se sentir mais leve e preparado para viver da melhor forma possível. Então, clique aqui para marcar uma conversa inicial com um psicólogo da Eurekka e descubra como melhorar sua saúde mental!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.41

Equipe Eurekka

5 replies on “Crise Existencial: descubra 7 sinais que você está passando por isso”

Ei, Rick! Obrigada! Ficamos muito felizes que você tenha gostado!

Gabi, da Equipe Eurekka

Conteúdo muito bom e relevante!
Indico o livro “Em um relacionamento abusivo com a ansiedade” porque é voltado pessoas como nós que tem crise de ansiedade, síndrome do pânico e depressão. Para nós que quando estamos na crise da depressão dormimos apenas duas horas ou dormimos 24 horas por dia. E se você é do tipo que se preocupa com tudo ou não se preocupa com absolutamente nada, então precisa ler esse livro.

Que bom que gostou do conteúdo, Ester! E obrigada pela dica! <3

Gabi, da Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.