Crise de choro: você chora demais? 4 dicas para se acalmar

Equipe Eurekka

Você já deve ter escutado que chorar faz muito bem para a saúde mental ou que é a melhor forma para liberar os seus sentimentos e diminuir a tensão acumulada. De fato, o choro é normal e pode ser útil para equilibrar as nossas emoções. No entanto, crises de choro devem ser investigadas.

Afinal, se você chora com frequência (aquele choro de angústia, de tristeza) e sente que qualquer coisa te desestabiliza, esse quadro pode indicar um problema mais grave. 

Mas fique tranquila: os psicólogos da Eurekka prepararam um material especial para que você entenda quando uma crise de choro é preocupante e aprenda a se tranquilizar nesses momentos. Pronto pra começar?

O que é uma crise de choro?

Uma crise de choro é uma explosão de emoções negativas, geralmente quando elas estão acumuladas. Quando transbordam, o choro é incessante.

Coisas simples como uma memória de infância ou até mesmo a compreensão de alguma mágoa podem desencadear um ataque de choro. Da mesma forma, é comum que essas crises aconteçam com crianças que estão experimentando novas emoções. 

É normal ter crises de choro “do nada”?

Todo mundo chora. Pode ser por raiva, tristeza ou alegria. Por isso, é normal que surja, “do nada” (parece do nada, mas você sabe que, no fundo, tem algum motivo) uma vontade muito grande de chorar. 

Afinal, muitas coisas podem acontecer no nosso dia a ponto de provocarem um sentimento de tristeza profunda. No entanto, quando surge a vontade de chorar sem motivo com frequência, devemos ficar atentos, porque a tristeza sem razão aparente pode ser um sintoma de doenças mais sérias. 

Sintomas de uma crise de choro

mulher em crise de choro

Existem alguns sinais de alerta que nos mostram quando o corpo irá desencadear uma crise de choro. Em sua maioria, são sintomas psicológicos: 

1. Ansiedade

A ansiedade é uma emoção natural do ser humano. É normal nos sentirmos ansiosos antes de eventos importantes como, por exemplo, uma entrevista de emprego. Por isso, esse sentimento pode anteceder uma crise de choro, quando estamos com alguma preocupação futura ou inseguros com alguma tarefa.

2. Nervosismo

O nervosismo é um estado emocional que varia de uma leve irritação a uma grande raiva. Da mesma forma, por ser um dos sinais da ansiedade, pode levar a uma crise de choro.

3. Tristeza profunda

A tristeza é caracterizada por sentimentos de dor, angústia, culpa e solidão e tende a passar com o tempo. No entanto, durante esse período, nos sentimos sensíveis e é comum que ocorram crises de choro.

O que causa crises de choro frequentes?

Crises de choro frequentes não estão ligadas à personalidade, portanto, não são um sinal de imaturidade ou fraqueza. Muito pelo contrário: quando repetitivas, podem indicar problemas mais graves e que certamente requerem um tratamento psicológico. Dentre os principais fatores, se destacam:

1. Ansiedade 

O transtorno de ansiedade nos deixa em constante estado de alerta e é normal que a pessoa tenha uma preocupação generalizada. 

Além disso, a pessoa ansiosa pode ficar irritada, ter falta de ar, aperto no peito, dores musculares, tensão, insônia e crise de choro. Algumas pessoas podem ter mais sintomas físicos, enquanto outras, mais psicológicos. Por isso, a vontade de chorar em excesso não é um sintoma fixo, mas pode aparecer!

2. Depressão

O transtorno depressivo é responsável por períodos longos de tristeza e apatia. Por conta disso, a pessoa depressiva apresenta falta de interesse em certas atividades, o que afeta a sua rotina. Como resultado, os sintomas incluem sonolência, desânimo, baixa autoestima, irritabilidade, comportamentos compulsivos, falta de esperança e dificuldade de concentração.

Além disso, é normal sentir vontade de chorar por “coisas pequenas”, como situações cotidianas ou conversas casuais, sem um motivo aparente. 

idosa em crise de choro

3. Síndrome do Pânico

O transtorno do pânico é caracterizado por crises de ansiedade repentinas com uma forte sensação de medo e mal-estar. Durante uma situação de muito estresse ou de pavor, somos dominados por pensamentos apreensivos. 

Como resultado, os principais sintomas de uma crise de pânico incluem tremores, respiração ofegante, agitação, tontura, sensação de frio ou calor, dormência nos membros, choro intenso e um medo irracional. 

4. Estresse

O estresse duradouro também causa vontade de chorar, em especial para expressar emoções e aliviar a tensão do corpo. Ele pode tomar diferentes formas e contribuir para sintomas físicos.

Entre os principais se destacam, por exemplo: dores de cabeça, dificuldade de concentração, temperamento explosivo e insônia. Você pode ficar preocupado, triste, angustiado e isso causar crises de choro ocasionais. 

5. Transtorno Bipolar

O transtorno bipolar caracteriza oscilações de humor rápidas e intensas, que podem variar desde uma profunda tristeza até uma euforia extrema. Durante essas fases, podem ocorrer crises de choro sem controle.

Como se acalmar em uma crise de choro? 4 técnicas da Eurekka!

Durante uma crise de choro, é comum que você se desespere ao não conseguir controlar as suas emoções. No entanto, você não precisa se assustar com essa vontade. Procure pensar sobre o porquê de você estar chorando e, se não conseguir encontrar a resposta, procure ajuda profissional. Um médico ou um psicólogo podem tratar os sintomas e identificar os gatilhos do choro.

Agora, caso presencie alguém tendo uma crise de choro, você pode tentar acalmar essa pessoa também! Acima de tudo, demonstre que você está disposto a escutar e entender o que ela está sentindo. 

crise de choro ajudar

Confira a seguir algumas dicas dos psicólogos da Eurekka que podem auxiliar você a se acalmar durante fases difíceis:

1. Variar a temperatura corporal 

Essa técnica ajuda a reiniciar as nossas emoções. Para aplicar, sugerimos o uso, por exemplo, de água mais gelada que o normal. Passe nas mãos, nos pulsos e até mesmo no rosto. Experimente também utilizar gelo e segurar pelo tempo que achar necessário. Enquanto isso, busque ficar concentrado apenas nessa sensação. 

2. Exercício físico intenso imediato

Para essa dica, busque deixar o corpo ativo. Levante-se, dê alguns pulos ou pratique polichinelo, por exemplo. O exercício físico é uma boa opção de distração. Como resultado, o seu corpo recebe uma mensagem de que não é hora de focar na crise de choro.

3. Respiração diafragmática

Essa técnica ajuda o seu corpo a se acalmar. O passo a passo é o seguinte: inspire pelo nariz contando 4 segundos; segure o ar contando 2 segundos; expire contando até seis segundos. Você pode seguir fazendo essa técnica da respiração pelo tempo que achar necessário. 

4. Relaxamento progressivo

Para essa dica, você vai escutar uma narração que ajuda o seu corpo a relaxar da ponta da cabeça até os pés. Enquanto isso, você pode estar tanto deitado como sentado.

Você se identificou com algum desses sinais?

sede da Eurekka

Chorar é normal, fique tranquilo. Mas em casos frequentes de crises de choro (principalmente se você se identificou com os sinais que falamos ao longo do texto) ajuda psicológica é fundamental.

E, bom.. não é porque esse site é da Eurekka, mas essa é a maior clínica de psicoterapia on-line do Brasil e não conseguimos pensar ninguém melhor para te ajudar.

Os nossos profissionais são capacitados, atenciosos, humanizados e podem ajudar você a amenizar essas crises e viver uma vida melhor. Mas se você ainda tiver dúvida, clica aqui e da uma lida sobre a terapia da Eurekka – vai que a gente te convence.


Parabéns por ter chegado até aqui. A nossa missão é levar informação de qualidade sobre psicologia para todo mundo, então aproveite para acompanhar as nossas redes sociais: Instagram, Facebook e YouTube.

Agora é sua vez de falar: você já passou por crises de choro? – nos conta aqui nos comentários 👇

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Equipe Eurekka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *