Como se livrar de um vício? Tipos comuns, sintomas e como tratar

Equipe Eurekka

Celular, compras, cigarro, jogos… Um vício é um comportamento que gera prejuízos, mas que você não consegue parar de reproduzir. Hoje, você vai entender mais sobre isso e descobrir como se livrar de um vício.

Um vício é um hábito repetitivo e negativo que te gera danos, e que você tem dificuldade de parar de repetir. Assim como drogas e bebidas (hábitos naturalmente negativos), compras e uso de celular, na medida errada, também podem se tornar vícios.

Se você acha que tem algum vício, conhece alguém que tenha, ou se está curioso sobre como melhorar, continue lendo!

O que é considerado um vício?

Um vício é algo que você repete muitas vezes, ou que não consegue ter controle para parar. Assim, a quantidade de vezes que você repete esse costume começa a prejudicar você.

Então, quando você não consegue parar de repetir aquele hábito por conta própria, ou se tenta mas sempre falha por causa do desejo, ele pode ser um vício.

Já ouviu falar que tudo ao extremo é ruim? É isso mesmo! Mesmo um hábito bom, como se exercitar, quando feito em excesso,  pode se tornar um vício e, então, te prejudicar.

Quando um hábito se torna um vício?

Um hábito se torna prejudicial quando você deixa de ter pleno controle sobre quantas vezes executa ele. Assim, quando você não consegue controlar bem o que faz e quantas vezes faz, é um sinal de que talvez você esteja viciado naquilo.

Comprar, por exemplo, é algo normal. Mas se você compra coisas supérfluas todos os dias, ou excede o cartão sempre, sem controle para parar, então é um vício.

Como fazer uma pessoa de livrar de um vício?

Um vício é uma compulsão, e mesmo se você estiver viciado, vai perceber que é difícil (mas não impossível) resolver sozinho. Por isso, lembre-se de que não é fácil como pode parecer se livrar de um vício: para melhorar esse hábito, a pessoa precisa estar motivada e entender o prejuízo.

Um vício pode ser reduzido (e até eliminado) tendo consciência dos seus comportamentos, diminuindo aos poucos a dose do hábito e, principalmente, fazendo psicoterapia e acompanhamento médico.

A Eurekka conta com psicólogos humanizados e especialistas em tratamento de vícios e mudança de hábitos. Se você já reconhece que tem um vício e deseja mudar essa realidade, se livrando do vício e se tornando uma pessoa mais feliz, clique no banner para conhecer a Terapia Eurekka.

banner terapia saúde mental com a eurekka

Quais são os tipos de vício mais comuns?

Alguns vícios são muito conhecidos, como as bebidas alcoólicas e drogas — mas esses não são os únicos. Na dose incorreta, qualquer hábito pode se tornar negativo para você. Pode ser muito difícil se livrar de qualquer vício.

Vamos entender melhor, então, alguns dos vícios mais comuns?

Bebidas alcoólicas

Beber álcool é um hábito muito comum e, na medida errada, pode facilmente se tornar um vício. Isso acontece, pois, à medida que você bebe, se torna mais resistente ao álcool e por isso é comum que as pessoas aumentem a dose cada vez mais para sentir o mesmo efeito anterior.

Assim, a pessoa bebe cada vez mais e pode, por consequência, começar a querer beber em muitos momentos, se tornando um vício que gera muitos malefícios.

foto de vários cigarros para exeplificar como se livrar de um vício

Cigarro

Sabemos que o cigarro tem diversas substâncias que causam dependência e por isso é uma droga que gera vício de forma muito fácil. É comum que a pessoa que fuma tenha uma rotina com o cigarro, além de tornar ele uma fuga do estresse e da ansiedade.

Por isso, o cigarro é um vício muito comum, prejudicial e que vira parte da vida da pessoa — o que torna esse vício ainda mais complicado de se livrar. 

Internet e redes sociais

Esse é um dos vícios mais comuns e aceitos hoje em dia, né?

As redes sociais e o celular são uma dependência tão comum que muitas pessoas nem consideram como um vício — mesmo que seja. A prova disso é tentar passar um dia sem seu celular, usando ele apenas para o essencial. Difícil, né? 

O hábito de ficar ao celular na maior parte do dia está tão presente na nossa vida que pode ser muito difícil ficar longe das telas — o que se configura como um vício.

Sexo

O sexo também pode se tornar um vício quando você se torna dependente dele e vive em função disso. Isso porque, no vício em sexo, tanto o hábito de ter relações sexuais várias vezes ao dia quanto o de pensar demais nisso, geram prejuízos.

O sexo não deve ser seu maior foco todos os dias! Então, se você pensa demais nisso a ponto de não conseguir, por exemplo, trabalhar, é importante avaliar se é um vício.

Drogas ilícitas

Drogas ilícitas, como você deve saber, têm muitas substâncias tóxicas que causam dependência e prejudicam sua saúde por completo. Assim, essas substâncias podem causar um vício desde o primeiro uso, influenciando na sua rotina por completo e prejudicando todos seus outros hábitos.

Então, se atente aos sinais do vício para essas drogas! A falta de controle sobre usá-las ou não, a quantidade de uso e a necessidade daquela sensação que as drogas geram é um grande sinal de vício.

Jogos digitais

Os jogos digitais são viciantes — quem joga, sabe disso. As figuras, cores e desenhos e a hiperestimulação constante ajudam a criar a dependência e fazem com que muitas pessoas passem horas em frente ao computador ou celular. O uso constante do celular ou outros dispositivos eletrônicos torna muito difícil se livrar de um vício como esse.

Assim, se você deixa de fazer suas obrigações para jogar, ou se só pensa nisso o dia todo, você pode ter um vício em jogos digitais.

Apostas 

Nas apostas, o fator que gera o vício é a sensação de adrenalina: a emoção entre ganhar e perder e o sentimento de poder vencer na próxima aposta é o que gera a dependência.

Esse vício causa prejuízos financeiros, e como num ciclo, ele vai se tornando um vício cada vez maior. A cada vez que você ganha uma aposta, sente mais vontade de continuar apostando.

Medicamentos

Alguns medicamentos podem trazer sensações diferentes, como o alívio. Essas substâncias ajudam a relaxar, mas devem ser utilizadas apenas quando necessário.

Por isso, usar medicamentos o tempo todo, mesmo quando, por exemplo, você não está sentindo dor, é um sinal de vício em remédios. Essa fórmula de escape é muito perigosa e pode, na medida errada, ocasionar uma overdose ou criar problemas de saúde — além do vício.

três crianças usando celular e computador fixamente no sofá e como se livrar de um vício assim

Compras

Comprar é uma atividade normal, mas, na medida errada, pode se tornar uma dependência enorme. A felicidade de obter itens novos gera satisfação e pode até te aliviar do estresse por um instante.

Porém, quando você se endivida, compra além da conta ou usa esse momento como escape e não por necessidade, é importante avaliar: talvez você tenha um vício em compras.

Compulsão alimentar

A compulsão alimentar é um vício na comida: pessoas com essa dependência costumam ter picos, momentos de ansiedade em que sentem muita necessidade de comer. 

Assim, ao invés de comer por fome, comem pelo vício, e passam a ter refeições cada vez mais próximas umas das outras. Esse vício, é claro, traz malefícios para a saúde, como o colesterol alto e até diabetes.

Trabalho

Na era da síndrome de Burnout, o trabalho, quando feito além da conta e sem descanso, também pode ser visto como um vício para muitas pessoas. 

Trabalhar demais e não conseguir ter momentos de lazer porque está pensando sempre no trabalho é um grande sinal de vício. É importante lembrar que o trabalho é apenas uma parte da sua vida, e não ela por completo.

O que acontece com o cérebro de uma pessoa viciada?

A pessoa viciada, em muitos momentos, não consegue perceber que tem um vício, ou que precisa de ajuda. 

Esse hábito negativo se torna algo comum na vida, e pode até parecer algo “bom” (como o cigarro para aliviar a tensão). E assim, se torna ainda mais difícil de melhorar e se livrar do vício de uma vez.

Qualquer coisa pode se tornar um vício?

Infelizmente, a resposta é: sim.

É importante lembrar que qualquer hábito pode se tornar um vício, basta pensar na quantidade de vezes que se repete, no prejuízo que te traz, e no quanto você consegue controlar.

Esses três fatores principais são, de forma resumida, o que indicam se seu hábito é um vício ou não.

Quais são os sintomas de uma pessoa viciada?

Uma pessoa com vício não consegue controlar sua dependência e pode, muitas vezes, não entender o que há de errado com o que faz. Assim, tenta achar desculpas e formas de ver seu hábito incontrolável como algo normal — e não um vício.

Como se livrar de um vício com tratamento?

Na Terapia Cognitivo-Comportamental, o tratamento do vício é feito com empatia e tarefas para você retomar sua vida e ir, em micropassos, se livrando do vício. 

Identificando o que causa o vício, em que momentos do dia ele aparece (os padrões) e reduzindo esse hábito, você chegará cada vez mais perto de eliminar a dependência.

Quanto tempo demora para se livrar de um vício?

Cada vício é um vício. Por isso, não existe uma regra sobre quanto tempo leva para você melhorar e se livrar da dependência. Além disso, existem muitos níveis, e isso influencia muito na melhora.

Em muitos casos, quando seu vício não é grave demais (como em substâncias que geram dependência química), alguns meses são o suficiente para melhorar.

sede eurekka

Aprenda a se livrar de um vício com a Eurekka

Você sabia que a Eurekka é a maior clínica de Psicoterapia online do Brasil? Fazemos mais de 5.000 atendimentos mensais, com psicoterapeutas profissionais e qualificados para te ajudar.

Se você chegou até aqui, percebeu que tem algum vício, e entendeu a importância de eliminar a sua dependência, não deixe de pedir ajuda.

Aproveite e marque a sua Conversa Inicial com um de nossos terapeutas já, sem compromisso! Na Conversa Inicial, você vai conhecer mais sobre a terapia Eurekka e criar micrometas para, logo na primeira sessão, melhorar seu vício.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.