Como praticar o Autoconhecimento sem terapia?

Amanda Franco

Talvez você já tenha se perguntado se praticar o autoconhecimento era algo que só podia ser feito dentro de um consultório de terapia. Estou aqui para dizer que não é bem assim, e você também pode praticar sozinho(a).

Nesse texto você aprende o que é auto conhecimento, qual a sua importância e dicas de como praticá-lo. Então, vamos entender melhor o que é isso e como praticar? 

O que é autoconhecimento?

O autoconhecimento é o processo de nos conhecermos, sabermos nossos pontos fortes e fracos, aquilo de que gostamos e não gostamos, dentre outros aspectos. É um processo vitalício de aprendizado sobre si mesmo e seu comportamento.  Nesse sentido, a terapia funciona como um facilitador desse processo de autoconhecimento, mas não é a única forma de praticar o autoconhecimento.

Por que é importante saber como praticar o autoconhecimento?

É através do autoconhecimento que podemos estabelecer novas formas de agir e pensar, como, por exemplo, colocar limites nos relacionamentos e aumentar nossa a autoestima.

Para saber mais benefícios do autoconhecimento, clique aqui!

4 passos para praticar o autoconhecimento sem fazer terapia 

Mulher com autoconhecimento

Aqui vamos ensinar  4 passos para você já sair praticando o autoconhecimento sozinho(a) e sem precisar fazer terapia.

1. Aprenda o Modelo ABC

O Modelo ABC é um esquema que você faz para identificar cada coisa, e poder analisar melhor. A meta é se autoconhecer e também melhorar quem você é, por isso fazer o modelo ABC é uma prática simples e eficaz. 

Então, o A é o que estava acontecendo antes de qualquer atitude sua (como onde você estava, o que estava sentindo, o que estava fazendo ou com quem estava); o B é a sua atitude (o que você fez em relação a A) e o C é a consequência da sua atitude.

Por exemplo, seu namorado parecia quieto (A), você pergunta o que houve (B), ele fica bravo e vocês brigam (C). Você tem o antecedente, ou seja, o que estava acontecendo, a sua atitude diante disso e a consequência da sua ação. 

2. Identifique o A, B e C de situações da sua vida

Pratique o modelo ABC e identifique quais são seus A’s, B’s e C’s. Para cada situação na sua vida, você tem um determinado comportamento. Como a meta é de se autoconhecer, você precisa ter clareza sobre o que faz e age em cada uma delas.

3. Questione-se sobre os A’s, B’s e C’s da sua vida

Ao se questionar sobre os A’s, B’s e C’s da sua vida, fica mais fácil identificar comportamentos seus que  incomodam ou que você sabe que pode melhorar. Ao perceber os comportamentos recorrentes que  incomodam,  você pode se questionar utilizando o modelo ABC.

Por exemplo, qual foi o seu A nessa situação, o que estava acontecendo quando você agiu daquela forma, com quem você estava, se tinha comido e dormido bem… Enfim, existem várias perguntas que você pode se fazer. 

Depois você analisa se a sua atitude  ajudou você a lidar com a situação, se piorou ela ou se não mudou nada. Não tenha medo de se questionar sobre as suas atitudes diante das situações, pois é somente assim que você pode se conhecer melhor.

4. Substitua os B’s que não te servem mais

Você já aprendeu o modelo e já se questionou sobre seus comportamentos. Agora é o momento de você refletir sobre os B’s, ou seja, atitudes suas, que não servem mais e você  precisa substituí-las. 

Agora você já sabe quais são as circunstâncias que te fazem ter determinada atitude, e já percebeu que não gosta das consequências dessa maneira de agir. Então, você pode escolher outra forma de agir diante da situação.

Por exemplo, se você não dorme bem, torna-se mais intolerante com as pessoas durante o dia e isso faz com que elas evitem você ou se afastem. Então, você pode decidir por ir dormir mais cedo, para dormir mais e melhor e se tornar mais tolerante.

Outras dicas valiosas para praticar o autoconhecimento 

Você pode seguir e utilizar o modelo ABC, mas saiba que existem outras coisas que você também pode realizar para se autoconhecer. Lembre-se de que o seu crescimento só depende de você.

1. Aprenda a dizer não

Para não se sentir sobrecarregado ou incapaz de realizar atividades do cotidiano, você precisa aprender a dizer não. Essa imposição de limite nos seus relacionamentos  ajuda você a se conhecer, saber quais são os seus limites e do que você é capaz de realizar.

2. Experimente sair da zona de conforto

Teste coisas novas, seja um novo comportamento (a substituição de um B que não te serve mais), ou uma nova atividade. Saia da zona de conforto, se confronte e veja que coisas você é capaz de realizar.

Mas é sempre bom lembrar que pra tudo precisa de prática,  então não se sinta incapaz se ao sair da zona de conforto, você não realizar coisas com muita facilidade. Demora um tempo até que você possa agir e fazer coisas com naturalidade, e exige prática. Vá sem medo!

4. Esteja aberto a mudanças de opinião

Ser uma pessoa flexível consigo mesmo facilita o processo de autoconhecimento. Você não precisa se prender à forma como pensava e agia há pouco tempo, pois saiba que você pode e deve estar aberto às suas mudanças de opinião sobre si mesmo.

5. Pratique o autocuidado

Parece banal e algo que não tem relação, mas a prática do autocuidado influencia no nosso autoconhecimento e na nossa autoestima. No entanto, o autocuidado não se resume ao que você faz pelo seu corpo, pelo físico.

Autocuidado também envolve a imposição de limites nas relações, aprender a dizer não e não se sobrecarregar, dentre outras ações. Quanto mais você se cuidar, mais você vai poder se autoconhecer.

banner psico

6. Escreva sobre as suas dores e angústias

Uma das formas mais fáceis de se autoconhecer é através da escrita, portanto escreva sobre o que você sente, as dores e angústias. Dessa forma, você pode analisar posteriormente qual foi o evento ou situação que causou angústia, sobre como você se sentiu, como você agiu, o que aconteceu depois disso e assim por diante.

É uma forma de se autoconhecer e autoanalisar, pois você consegue visualizar suas emoções e pensamentos, e desse modo, eles passam de algo abstrato para algo palpável que você consegue perceber e modificar.

7. Exercite a gratidão 

Praticar a gratidão te possibilita encarar a vida de uma outra forma, e por essa razão, pode  ajudar você a se autoconhecer e modificar atitudes diante das mesmas situações.

8. Escute seu corpo

Embora o autocuidado envolve muito além de cuidar do nosso físico, essa parte também é muito importante para o nosso autoconhecimento. Escutar o seu corpo significa prestar atenção aos sinais que ele te dá.

Ao ir tomando consciência dos sinais que seu corpo está te dando, você consegue perceber o que pode melhorar, o que tem incomodado e outras coisas. Por exemplo, você pode perceber que sempre após uma discussão com seu namorado, seu estômago começa a doer. Ou ainda perceber que sentir-se cansado te faz mais propenso à discussão.

O que isso quer dizer? Significa que você precisa tirar um tempo de reflexão, percebendo suas atitudes e os efeitos delas para escolher outras formas de agir. Dessa forma você é capaz de se autoconhecer e se desenvolver cada vez mais, sempre buscando ser a sua melhor versão.

Por fim, para ver todos os posts gratuitos da Eurekka é só acessar nosso blog, clicando nesse link. Além disso, aproveite e veja também todos os nossos conteúdos no nosso aplicativo e em nossas redes sociais: Instagram,  Facebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Amanda Franco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *