Como lidar com a saudade: 5 dicas essenciais

Equipe Eurekka

“E por falar em saudade, onde anda você, onde andam seus olhos, que a gente não vê?”. A famosa música de Toquinho e Vinícius de Moraes traduz em palavras esse sentimento que às vezes nos arrebata. É fato que vez ou outra vamos nos pegar sentindo falta de algo ou alguém, mas como é possível lidar com a saudade?  

Tem saudade boa, saudade que dói  e saudade que nos pega desprevenidos. Mas, independente do tipo, a questão é que há meios práticos e sensíveis de lidar com esse sentimento e colocar para fora o que está no peito, sem precisar se afogar em um turbilhão de emoções. 

Por isso, neste texto, vamos explicar para você mais sobre esse sentimento, o que a Psicologia diz sobre isso, tipos de saudade e, por fim, 5 dicas essenciais para você lidar com a saudade.

Boa leitura!

A saudade é um sentimento bom ou ruim?

Muitas pessoas acreditam que sentir falta é um sentimento relativo à tristeza e fazem de tudo para parar de sentir saudade. Mas a verdade é que não é bem assim. 

A saudade é um sentimento normal que hora ou outra vai aparecer e não significa nada de ruim. Por isso, você não tem que tentar a todo custo parar de senti-la.

Pelo contrário, quanto mais você reprimir os sentimentos, pior será! É como se uma bola de neve de coisas mal resolvidas fosse se formando dentro de você, deixando você sobrecarregado mentalmente.

Mas será que existe algum nível em que a saudade se torna algo tóxico? Sim, quando você deixa que esse sentimento te paralise, de modo que gere sofrimento emocional contínuo, te impeça de trabalhar, de fazer as tarefas diárias, tire sua vontade de sair de casa e gere tristeza profunda.

Por isso, a solução é saber canalizar esse sentimento em ações que gerem alívio, autoconhecimento e paz na sua mente. Encontrando o equilíbrio entre o sentir, expressar e seguir em frente. E é sobre essas ações que vamos falar mais para frente. 

O que a Psicologia diz sobre a saudade?

Uma verdade pouco conhecida é que o mais importante não é o que você sente, mas como você reage ao que sente. Durante a vida somos submetidos a diversas situações que geram sentimentos e emoções diferentes, mas o que realmente dá um rumo às coisas é como você lida com isso tudo o que sente. 

Ou seja, para a Psicologia é normal sentir saudade, tristeza, raiva e outros. Isso é inevitável, pois estamos vivos e interagindo com o mundo. Porém, além de sentir, você precisa aprender a discernir o que está sentindo, porque está sentindo e como lidar com esse sentimento. 

Isso é o que chamamos de Inteligência Emocional, que é a sua capacidade de tolerar o desconforto, racionalizar situações, reconhecer suas emoções e saber como regulá-las. 

Esse combo é uma parte essencial para você que quer aprender como lidar com a saudade e outros sentimentos. 

mulher olhando fotos para lidar com a saudade

Tipos de saudade 

Agora que você já entendeu um pouco sobre o assunto, veja alguns tipos de saudade e identifique qual o seu caso!

Saudade de quem está longe

Seja um namorado, familiar ou amigo, hoje muitas pessoas têm enfrentado essa situação de morar longe de alguém amado. E tem dias que não tem jeito, o peito aperta e a vontade de estar juntinho vem com tudo. 

Nessas horas, a tecnologia pode ser uma grande aliada para ver um filminho juntos, ligar de vídeo e até mesmo jogar jogos a distância para matar a saudade e se distrair ao mesmo tempo. 

Saiba mais: dicas para lidar com a saudade de quem mora longe

Saudade do ex

Essa aqui é mais difícil, em? Que atire a primeira pedra quem nunca sentiu falta dos momentos passados e bateu aquela vontade de voltar.

Muitas das vezes, isso acontece porque quando nos distanciamos da situação temos a tendência de lembrar apenas das partes boas. Aquilo que nos incomodava na época agora está distante e não parece ser tão ruim assim.

Desse modo, pode ser que imaginemos uma situação melhor do que realmente era e a saudade aperte ainda mais. 

Saudade de quem já se foi 

Quando alguém querido falece, nós passamos por algumas fases do luto, sendo elas:

  • Negação
  • Raiva
  • Negociação
  • Depressão
  • Aceitação

Porém, vale lembrar que não necessariamente todos vão passar pelas 5 fases e nem na mesma ordem, esse é apenas o geral da maioria das pessoas. Mas o fato é que, depois que o período intenso de luto passa e a aceitação vem, é normal sentir saudade.

E isso não é sinônimo de sofrimento, viu? Isso acontece porque aquela angústia, raiva e dor passam, e fica uma saudade gostosa, a lembrança dos bons momentos e a certeza de que valeu a pena. 

A saudade das pessoas queridas que se foram não passa, afinal nós as amamos e as guardamos na memória, ela só deixa de doer tanto e se transforma em memórias boas de uma vida. 

Como diria Sirius Black, aqueles que nos amam nunca nos deixam de verdade.

Saudade de uma época que passou

Talvez você sinta saudade da época em que era mais novo e mais jovem. Saudades de certas companhias que não fazem mais parte da sua vida, de quando tudo era mais simples e leve.

E tá tudo bem! Tiveram épocas gostosas nas nossas vidas que dão mesmo vontade de voltar e se aconchegar por lá. Isso significa que você teve momentos bons dos quais se recordar. Imagina que ruim se não tivesse nada para sentir saudade?

cartas e fotos em uma caixa

Como lidar com a saudade?

Mas e agora, como lidar com essa saudade toda? Confira essas dicas preciosas e práticas para você começar agora mesmo e levar para a vida toda!

1. Se permita sentir

O primeiro passo é não fugir da saudade. Deixa os sentimentos virem, os perceba e acolha o que você está sentindo.

Compreenda verdadeiramente o que está passando pela sua mente, do que está sentindo saudade e se deixe sentir. Não precisa achar que é coisa de outro mundo, que é algo ruim e que deve ser combatido. Você pode sentir saudade e reagir a ela da maneira certa!

2. Encontre meios de expressar a saudade

O próximo passo é expressar essa saudade. Você pode escrever um texto para si mesmo, uma carta para a pessoa de quem sente saudade (mesmo que ela não vá ler), desenhar, fazer um poema, compor uma música, criar colagens em um caderno e muitas outras coisas!

Não precisa ser algo perfeito e especialista, você só precisa se expressar. É como se você tirasse uma linha embolada da mente e começasse a desembolá-la do lado de fora, seja na escrita ou em outros meios!

E é claro, se você for próximo da pessoa de quem está com saudade, não deixe de falar com ela sobre isso e mostrar como se sente! 

Saiba mais: escrita terapêutica

3. Encontre um hobby 

Além de se expressar, outra forma de lidar com a saudade é encontrando um hobby! Principalmente quando essa saudade aparece de forma constante e duradoura.

Ter uma atividade para ocupar seus pensamentos vai ajudar você a equilibrar as coisas, para que não acabe caindo no escapismo, fuga para o passado e nostalgia!

Escolha algo que você sempre quis fazer, como tocar algum instrumento, pintura, montar quebra-cabeças, esportes e outras opções. Assim você vai se permitir sentir, mas também vai continuar seguindo sua vida.

4. Lembre-se dos bons momentos

Não pense apenas que acabou, que não existe mais e que não tem mais volta. Lembre-se dos bons momentos, tente guardar com carinho e acolher ao invés de remoer que algo/alguém não é mais como era antes.

Você pode sentir sim, mas com olhos de alguém maduro, que valoriza e compreende suas próprias fases e estações.

5. Se preciso, busque ajuda

Se estiver difícil demais lidar com esses sentimentos, não tenha medo de pedir ajuda! Procure sua rede de apoio e fale com eles sobre isso. Pessoas confiáveis são presentes valiosos nas nossas vidas!

E outra pessoa que pode fazer parte da sua rede de apoio é um Psicólogo! Isso porque um profissional da saúde mental estará pronto para acolher você e ajudar a passar por esses momentos.

Com atividades da Psicologia, conversas sinceras e atendimento humanizado, você vai dar um passinho de cada vez para lidar melhor com seus sentimentos e entender mais sobre si mesmo! 

E se você quiser que um Psicólogo da Eurekka te ajude nessa jornada, clique aqui e marque uma Conversa Inicial!

Este artigo te ajudou?

0 / 3 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *