Como curar a depressão: 10 hábitos para acelerar o processo

Henrique Souza

A depressão está afetando tantas pessoas que é considerada pelos especialistas como o “mal do século”. Apesar disso, pouca gente sabe se é possível e, muito menos como curar a depressão.

É importante ressaltar que a depressão não é como uma gripe que vai embora sozinha. Para chegar na cura, você precisa ativamente buscar tratamento e ter mudanças na sua vida.

E, para esclarecer todo o processo e deixar bem claro como curar a depressão, escrevemos esse texto bem completo e objetivo pra você. Leia até o final para saber tudo o que precisa sobre esse processo!

O que é depressão? Quais são as causas da depressão?

Vamos lá: A depressão é um transtorno mental muito comum que afeta uma em cada cinco pessoas ao longo da vida e que afeta principalmente a sua vontade de fazer as coisas, o ânimo e também o prazer que você sente das coisas. As causas da depressão ainda não são totalmente conhecidas pela ciência.

O que a gente sabe é que não existe uma única causa, mas sim muitos fatores. Ou seja: coisas que aumentam ou diminuem a chance de você ter depressão. Alguns desses fatores são puramente genéticos. Por exemplo, se a sua mãe e seu pai tiveram depressão ou outro transtorno mental.

Outros fatores têm a ver com o seu estilo de vida, como a sua alimentação, o quanto você dorme bem, o quanto você pratica exercício, o quanto você pratica meditação e quantos amigos próximos você tem. O importante quando você pensa nas causas da depressão é entender que você só pode afetar o que você tem controle.

Infelizmente, pode ser que a sua genética tenha aumentado a chance de você ter depressão, mas não vale a pena passar tempo remoendo isso. O que vale a pena é tomar atitudes para melhorar o que você controla. Olha esse miniguia que preparamos pra você com dicas para criar um sistema de segurança contra a depressão:

É possível curar a depressão e ansiedade?

Sim, é possível curar a depressão. A ansiedade não é exatamente curável porque ela não é uma doença: a ansiedade é uma emoção natural do seu corpo. Mas se você quer dizer transtornos de ansiedade, como fobia social, fobia de insetos, fobia de altura ou transtorno de estresse pós traumático, sim, isso é curável.

E o principal fator que vai determinar a cura, especialmente quando o assunto é curar a depressão, é a mudança de hábitos. Ela vai ser uma peça essencial do tratamento.

E mudança de hábito significa você olhar para sua rotina, para tudo o que você repete ao longo dos seus dias, e descobrir: quais hábitos saudáveis eu poderia colocar na minha rotina que diminuem a chance de eu ter depressão?

Como curar a depressão com a mudança de 10 hábitos?

como curar a depressão

1. A prática de exercício físico é essencial.

Praticar exercício físico, nem que seja um pouquinho por dia, muda a química do seu cérebro. O seu corpo foi feito para entender que o exercício físico é um sinal de que você está ativo. Quando você pratica exercício físico, então, o seu corpo libera substâncias que revertem o ciclo da depressão biologicamente.

E para você começar a fazer exercício, não precisa se preocupar em fazer duas a três horas por dia. Você pode começar com 5 a 10 minutos de uma atividade simples, como caminhar ou correr.

2. Alimentar-se bem é necessário.

O que você coloca para dentro do seu corpo através da sua alimentação define quimicamente que tipo de hormônios e neurotransmissores o seu corpo vai produzir. Se você come açúcar, refrigerante, doces, pães e carboidratos refinados em excesso existe um aumento no nível de inflamação do seu corpo que facilita que a depressão permaneça.

Por isso, uma boa regra para melhorar sua alimentação é comer mais comida caseira, do tipo que a sua avó cozinhava, e menos comida industrializada, comida de tele entrega e comida de fast food.

3. Voltar a ver beleza nas pequenas coisas.

Muita gente com depressão disse que se sente anestesiado o tempo todo. Muitas vezes isso tem a ver com uma rotina que é tão igual e tão sempre a mesma coisa que você já não consegue sentir os detalhes do prazer das pequenas coisas.

Só que encontrar prazer na rotina é muito mais fácil do que parece. E o segredo para fazer isso é focar nos detalhes de cada experiência.

Por exemplo: servir uma xícara de café ou chá e beber bem devagar, sentindo cada detalhe do sabor. Você encosta na xícara e sente o calor da xícara, você dá um pequeno gole e sente os sabores na sua língua, você engole e sente como é engolir o chá.

E quando você faz as coisas mais devagar, prestando atenção nos detalhes você tira prazer delas.

4. Se ocupar com atividades divertidas é essencial.

Na Eurekka que a gente entende que a depressão é a falta de dois prazeres: primeiro a falta do prazer físico, de abraçar alguém, de comer algo ou de escutar uma boa música e segundo a falta daquele prazer de se sentir útil de ter cumprido uma pequena missão

É por isso que sair da rotina para fazer algo divertido cumpre essas duas missões. Primeiro, porque o prazer que você sente praticando um esporte ou andando de bicicleta é um prazer físico. Segundo, porque você conseguiu se organizar para fazer essa saída, você sente o prazer de ter feito algo útil.

5. Tentar reconquistar uma boa noite de sono.

Um dos sintomas de depressão é justamente estar com o sono desregulado. Quando você está com sono desregulado, você acorda no dia seguinte desconcentrado, irritado e com menos ânimo. E tudo isso aumenta a chance da depressão continuar na sua vida. Por isso, um ótimo primeiro passo para melhorar o seu sono é olhar para a luz do seu ambiente de sono.

Muita gente comete o erro de ter no seu quarto uma luz muito branca e muito forte. O problema é que seu cérebro entende essa luz branca e forte como se ela fosse o sol, ou seja, um sinal natural para seu cérebro ficar acordado.

É por isso que vale muito a pena comprar um abajur ou uma luminária e colocar nesse abajur uma luz amarela e fraca, que vai mandar a mensagem certa para o seu cérebro.

6. Escrever um diário emocional vai te ajudar.

A grande vantagem de escrever sobre o que você sente é que você consegue organizar os pensamentos. Quando você sente que seus pensamentos estão mais organizados, você sente menos ansiedade e menos preocupação.

Por isso, compre um pequeno diário e mantenha ele sempre perto de você. Escreva nesse diário de manhã e de noite com o que você sentiu ao longo do dia.

7. Escrever as três principais missões do dia logo cedo.

Se você quer se curar da depressão você precisa buscar a sensação de missão cumprida, a sensação de que você fez algo útil do seu dia. E uma das melhores estratégias para fazer isso é, logo quando você acordar, pegar uma folha e escrever as três principais missões do seu dia.

Pode ser algo bem pequeno como: ir ao mercado fazer compras, meditar por cinco minutos ou caminhar com o meu cachorro. Saber que você definiu missões e no fim do dia ter cumprido elas vai te fazer sentir gratidão e como se aquele dia tivesse valido a pena.

banner terapia

8. Conversar com pessoas importantes.

É muito normal que durante a depressão você se afaste de pessoas que já foram importantes para você, só que esse afastamento piora a depressão porque você se sente menos apoiado. É por isso que se você quer se curar da depressão você precisa fazer o esforço de, aos pouquinhos, retomar o contato com essas pessoas.

Por mais simples que isso pareça, o ato de mandar uma mensagem perguntando se está tudo bem já pode ser um super primeiro passo para se reconectar com quem importa.

9. A leitura é uma boa prática.

Quando você lê, tanto com o objetivo de aprender, quanto com o objetivo de se entreter, você usa o seu tempo de uma forma produtiva.

Portanto, conseguir se organizar para ler durante 20 ou 30 minutos te permite sentir que você cumpriu uma missão. De quebra, você investe no seu autodesenvolvimento e se torna uma pessoa mais capaz, uma pessoa melhor.

10. Aceitar-se é um passo importante.

Uma das coisas mais difíceis para quem tem depressão, e quer se curar da depressão, é aceitar que você está passando por isso. Você pode inventar outros nomes, você pode dizer que está com outras doenças, mas o fato é que: você tá com menos ânimo, você não tem sentido prazer na vida, o seu apetite e seu peso têm mudado e o seu sono tem mudado.

Por mais que você não gosta de chamar isso de depressão, você ainda precisa tratar esses problemas que estão te fazendo sofrer. Por isso se para você ainda é difícil admitir que você tem depressão e aceitar isso, você pode tentar atacar as partezinhas da depressão. Ou seja, investir mais no seu sono, na prática de exercício físico e na escrita. Você vai ver que com o tempo a sua rotina melhora e você vai dar micropassos para fora da depressão.

Tratamento para Depressão da Eurekka

Por fim, se você quiser iniciar o seu tratamento para depressão com um dos psicólogos da equipe Eurekka clica aqui. Muito obrigado por ter lido esse texto, espero que tenha sido muito útil pra você.

Além disso, temos também atendimentos médicos na EurekkaMed a sua disposição.

Durante a terapia é importante que você esteja consciente de que o progresso, por mais que pareça bom e rápido de início, pode travar – ou até mesmo regredir.

Mas isso não significa que você não possa voltar a avançar em direção à cura! Para isso, vamos realizar um desafio contra o efeito sanfona na terapia! Clique na imagem abaixo e se inscreva para saber como aproveitar o máximo da sua terapia da forma mais constante possível!

Por fim, não esqueça de aproveitar nosso conteúdo gratuito sobre amor e relacionamentos baixando o app da Eurekka e seguindo nossas redes sociais: InstagramFacebook e Youtube. Um abração e até a próxima.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.22

Henrique Souza

Henrique é psicólogo pela UFRGS, atuando na clínica com a Abordagem Analítico-Comportamental, apaixonado por criatividade e comunicação e co-fundador da Eurekka, a startup de Psicologia que se tornou a maior rede de psicoterapia do Brasil. Além de fazer mais de 3000 sessões por mês, a Eurekka também oferece telemedicina, um clube de assinatura, franquia para Psicólogos e outros produtos

6 replies on “Como curar a depressão: 10 hábitos para acelerar o processo”

Por quê quem sofre de depressão tende a culpar-se em excesso por certos acontecimentos do passado? E também por quê tem-se dificuldade de olhar no espelho e se encarar? Estou assim! Vivia uma vida completamente normal e a mais ou menos 2 meses fui diagnosticada com depressão. Tenho um marido sistemático demais e acho que talvez tenha sido esse meu gatilho! Fico revoltada pois a pessoa que talvez tenha me ocasionado isso está tranquila e sossegada enquanto eu agora estou a base de antidepressivos!

Bom dia, acho que estou com Depressão. Faz 3 semanas direto, todos os dias, que não consigo me organizar mais. Estou ficando toda enrolada com meus trabalhos, pois atuo com Home Office desde 2006. Estou ficando muito irritada com meu estado apático. Fiquei assim depois da morte da minha tia e na semana seguinte, morte do sogro da minha irmã somado a um quadro de cansaço extremo, porque cuido do meu pai com Doença de Parkinson, sem apoio dos meus irmãos. Estou me sentindo extremamente vazia, vejo todas as pessoas como possíveis inimigos, não confio em ninguém. Estou apática e super cansada. Entrei na menopausa também. Isso é Depressão?

Obrigada. É normal nos acostumarmos com a depressão? Vermos que é algo que carregamos por anos e mesmo com o medicamento (antidepressivo-amitriptilina 25mg) não fazendo efeito após 2 meses, e pensarmos que não tem como fugir dos gatilhos que traz novamente o estado depressivo…

Oi Ester, é normal, na medida em que o ser humano tem a capacidade de adaptação a diversas situações, inclusive a dor. Porém, se “conformar” com a dor da depressão e ficar apática a essa condição pode ser algo perigoso. Preste atenção a esses sintomas e comunique a seu psicologo/psiquiatra para tratar deste assunto em particular.
Muito obrigado pelo comentário, esperamos que tenha gostado do texto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *