Câncer de próstata: o que é, sintomas, como tratar e mais

Equipe Eurekka

O câncer de próstata é muito comum em homens. Apesar disso não causa muitas mortes pois ou acontece quando o homem já é muito idoso ou é diagnosticado nas fases iniciais, o que permite um tratamento adequado. 

Entretanto, conhecer sobre o câncer de próstata é essencial, por isso campanhas como novembro azul são feitas. Nesse texto explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

Para que serve a próstata?

demonstração câncer de próstata

Antes de falarmos de câncer de próstata em si é, importante conhecer o órgão em questão. Assim, a próstata é um órgão presente apenas nos homens que se localiza abaixo da bexiga. Ela pesa cerca de 20-30g e tem o tamanho de uma noz.

Se divide a próstata em 3 zonas principais: periférica, que está mais relacionada com o câncer de próstata, de transição e central, sendo essas duas mais relacionadas com a hiperplasia prostática benigna. Uma doença comum em homens mais velhos que se caracteriza pelo aumento benigno da próstata.

A principal função da próstata é produzir o líquido prostático. Esse líquido se junta ao líquido da vesícula seminal e aos espermatozóides vindos do testículo e os 3 compõem o líquido ejaculado pelo homem. Nesse líquido prostático está presente uma proteína chamada PSA que é responsável por degradar o esperma depois de ejaculado. 

O que é câncer de próstata

O câncer de próstata é quando algumas células da próstata começam a se dividir de forma desordenada e caótica. Inclusive, se não percebidas a tempo, essas células se espalham para outras áreas como ossos, linfonodos, pulmão e se desenvolvem nesses locais. Se chama esse evento de metástase.

Fatores de Risco do câncer de próstata

Os fatores de risco para ter câncer de próstata são:

  • Idade avançada, sendo mais comum a partir de 65 anos
  • Raça negra
  • Fator genético: a mutação do gene BRCA2, relacionada com o câncer de mama, também se relaciona com o câncer de próstata
  • Fatores alimentares: obesidade, sedentarismo e alto consumo de gordura também se relacionam com maior risco de ter câncer de próstata

Estatísticas

Como já mencionado, o câncer de próstata é o segundo câncer mais comum em homens, perdendo só para o câncer de pele melanoma. Em 75% dos casos ele ocorre em homens acima de 65 anos de idade.

Sintomas do câncer de próstata

médico falando sobre o câncer de próstata

Em um primeiro momento é raro que o câncer de próstata dê sintomas porque ele acontece geralmente na periferia da próstata. Entretanto, conforme o câncer vai crescendo, ou caso ele aconteça em outra parte da próstata, os sintomas aparecem.

Os sintomas mais comuns se relacionam ao ato de urinar e se assemelham muito com os sintomas da hiperplasia prostática benigna. Por isso é importante consultar um médico caso esses sintomas apareçam, são eles:

  • Urgência urinária: é quando se sente uma vontade súbita de urinar e precisa correr para o banheiro
  • Levantar a noite para urinar
  • Diminuição do jato da urina, que fica fraco e pode ficar cortando

Além desses sintomas, o sangue no esperma e na urina também podem estar presentes, o que fala bem mais a favor de câncer do que de hiperplasia prostática benigna.

banner eurekka med

Diagnóstico do câncer de próstata

O diagnóstico do câncer de próstata envolve a consulta ao médico e os exames que ele solicita. Assim, para fazer o diagnóstico são necessários:

Dosagem de PSA

Como mencionado, o PSA é uma proteína produzida pela próstata, em casos de alteração da próstata ela fica aumentada. Portanto, no câncer de próstata o valor do PSA fica muito acima do valor de referência.

Contudo, nem sempre o aumento do PSA indica câncer. Outras situações como aumento da idade, andar de bicicleta, inflamações na próstata entre outros também aumentam PSA.

Por esse motivo, apenas o valor de PSA não serve para diagnóstico de câncer de próstata. Apesar disso, tem grande importância para avaliar a eficácia do tratamento do câncer, pois se ele aumentar muito depois do tratamento pode indicar que o câncer voltou.

Toque retal

Se faz no consultório do médico. Por meio dele, o médico pode sentir a próstata e ver se tem algo de alterado nela. Se, por exemplo, o médico sentir massas endurecidas ou mal delimitadas, se indica que algo não está normal.

Biópsia

Caso o PSA ou o toque retal estejam alterados o médico solicita uma biópsia da próstata. Se faz o procedimento com anestesia e se coloca uma agulha pelo reto. Assim, se retira vários fragmentos da próstata e analisa depois no microscópio. É essa técnica que dá o diagnóstico preciso do câncer.

Como saber se o câncer de próstata está avançado?

imagem câncer de próstata

Ao ser diagnosticado o câncer  é classificado de acordo com a Classificação de Gleason, que indica a característica do câncer. Além dessa classificação também é avaliado o valor do PSA e é feito um estadiamento do tumor.

Pelo estadiamento é possível saber qual o tamanho do tumor, se ele acometeu linfonodos ou se tem metástase. Câncer que pega linfonodo ou com metástase são mais avançados.

O estadiamento é feito pelo médico, que pede alguns exames como tomografias e outros exames de imagem. Já a Classificação de Gleason se faz a partir da análise do material da biópsia. Assim, analisa-se os fragmentos e se dá uma nota de acordo com o grau do câncer encontrado neles.

Essa classificação é composta de duas notas: a primeira é o grau de câncer que aparece mais vezes nos fragmentos, a segunda é o segundo grau que mais aparece. Se o grau que ocupa a maior parte dos fragmentos é o mesmo ele é contado duas vezes. Se 3 graus aparecerem a mesma quantidade de vezes se conta os maiores graus. Exemplificando:

  • O menor grau que indica câncer é o grau 3 e o maior é o 5. Assim, se a maioria dos fragmentos é grau 3 e a segunda maioria é grau 4 o Gleason do tumor é 3 + 4 = 7
  • Se, por outro lado, a maioria absoluta dos fragmentos apresentar grau 4 então o Gleason é 4 + 4 = 8

Portanto, o Gleason varia de 6 (3 + 3 ) à 10 ( 5+ 5) e quanto maior o gleason mais rápido é o crescimento do tumor e mais rápido ele avança.

Tratamento para câncer de próstata

O tratamento do câncer depende se ele está localizado, ou seja, se não atingiu outras áreas do corpo, ou se ele tem doença sistêmica, ou seja, com metástase.

Câncer localizado

No câncer localizado existem 3 opções de tratamento. Confira:

Vigilância ativa

O homem faz um acompanhamento médico frequente para ver a evolução do câncer mas a princípio não se toma nenhuma conduta. Se escolhe muito este tratamento para homens de mais idade que têm um câncer muito inicial

Prostatectomia radical

É uma cirurgia em que se retira toda a próstata. Isso garante a cura do câncer mas pode trazer consequências como incontinência urinária e disfunção sexual. Por isso não se utiliza muito se não for necessária e geralmente é necessária apenas em casos em que o câncer tem grandes riscos de avançar.

Radioterapia

O câncer de próstata responde bem à radioterapia localizada, então fazer só radioterapia tem chance de cura equivalente à cirurgia. É uma opção quando não se quer os efeitos da cirurgia e também não se pode fazer apenas uma vigilância ativa.

Esse método pode ser associado a medicamentos que fazem bloqueio androgênico. Ou seja, esses medicamentos bloqueiam a testosterona no homem pois esse hormônio está muito ligado ao câncer de próstata. 

Metástase

No caso do paciente com doença sistêmica o único tratamento que existe é o bloqueio de androgênios, ou seja, o bloqueio da testosterona. Isso pode ser feito pela retirada dos testículos (já que são eles que produzem grande parte da testosterona) ou por meio de medicamentos. Contudo, esse tratamento não cura o câncer e também pode não funcionar mais depois de um tempo.

Prevenção ao câncer de próstata

Não existe nada que se possa fazer para evitar que o câncer de próstata apareça. Contudo, alguns remédios diminuem o risco de ter esse câncer, mas como todo medicamento eles apresentam efeitos colaterais e devem ser prescritos por médicos.

Apesar disso, o diagnóstico precoce do câncer de próstata é extremamente importante para uma melhor evolução da doença porque quanto mais cedo se descobre o câncer maior as chances de cura. Por isso é tão importante campanhas como o novembro azul, assim como ir ao médico periodicamente para fazer os exames de rotina.

Por fim, somos uma clínica de psicologia e disponibilizamos vários materiais gratuitos para você! Fique a vontade para acessar nossas páginas nas redes sociais, como: Terapia, InstagramFacebook e Youtube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Leave a Reply

Your email address will not be published.