Amitriptilina: Entenda o que ela faz no seu cérebro

Eurekka Psicólogos

A Amitriptilina é um dos muitos remédios antidepressivos diferentes que existem e, para quem necessita desses medicamentos, essa variedade pode causar uma confusão.

Para ajudar a esclarecer esse mar de opções, hoje você vai poder entender, de forma definitiva, o que a Amitriptilina faz no seu cérebro. Além de quais são seus efeitos colaterais e quando usar!

Confira também os posts sobre Mirtazapina, Donaren, Sulpirida e Sertralina!

Como a Amitriptilina age no organismo?

Você já ouviu falar em serotonina? É um neurotransmissor que age no cérebro regulando humor, sensibilidade, apetite, sono, temperatura, ritmo do coração e funções cognitivas. Além disso, ela é ligada a bem estar e disposição. Por isso, quando está em baixa, pode causar mau humor, problemas de sono, depressão e ansiedade.

É aí que entra a Amitriptilina (ou Cloridrato de Amitriptilina). Ela age de forma direta no Sistema Nervoso Central e bloqueia a recaptação de serotonina, ou seja, aumenta a quantidade dela.

O cérebro é uma máquina que se forma com vários elementos, mas vamos tentar deixar mais claro para que entenda o que ocorre nele quando usamos a Amitriptilina.

Teoria clássica da depressão

Hoje, a ação da Amitriptilina ainda se explica pela teoria clássica da depressão, mais ou menos da década de 1960. Na época, os cientistas pensaram que os principais sintomas da depressão se davam por uma redução de substâncias usadas pelo cérebro (neurotransmissores) para passar as informações nos espaços de comunicação entre dois ou mais neurônios (sinapses).

Ou seja, se aumentarmos essas substâncias nas sinapses, é possível melhorar os sintomas dos pacientes com depressão!

As classes de medicamentos antidepressivos agem de várias formas. Eles aumentam não só a serotonina mas também dopamina e noradrenalina nas sinapses.

A partir disso, vamos entender, então, como a Amitriptilina age nesse sentido.

Mecanismo de ação

Balde de água com 2 torneiras

O neurônio tem canais que colocam o neurotransmissor para dentro após a transmissão. Isso termina a comunicação entre dois neurônios. A Amitriptilina pode se ligar nesses canais, impedindo a recaptura de serotonina e noradrenalina.

Então, imagine um balde de água com duas torneiras como na imagem. O balde é a sinapse, a água é a serotonina ou a noradrenalina, enquanto as torneiras de cima e de baixo são a liberação e recaptura dessas substâncias. A Amitriptilina fecha a torneira de baixo, o que aumenta os níveis de serotonina e noradrenalina. Assim, ajuda no tratamento dos sintomas da depressão.

Para que é indicado o medicamento Amitriptilina?

A Amitriptilina serve para tratar certos tipos de depressão. Mas, nem todos os tipos são explicados pela teoria clássica, sendo sempre preciso uma avaliação médica. A redução de serotonina na fenda sináptica, espaço no cérebro que fica entre a membrana que libera os neurotransmissores e a membrana da célula vizinha, pode gerar sintomas da depressão. Vamos explicar alguns deles abaixo:

Ansiedade

Os sintomas de ansiedade são muitos. Eles vão desde sintomas psicológicos como preocupações excessivas e constantes até a aceleração do coração e sintomas intestinais. A ansiedade pode ser um episódio isolado ou um sintoma de vários transtornos psiquiátricas como a depressão. Nesse último caso, a Amitriptilina alivia os sintomas.

Só os médicos podem dar tratamentos com remédios. Uma vez que, se automedicar com antidepressivos pode piorar o quadro de alguns tipos de ansiedade como a que transtorno bipolar causa.

Insônia

Os distúrbios do sono são um importante critério para diagnosticar depressão. Isso pois o nível de neurotransmissores é vital para a regulação do sono. Assim, o tratamento da depressão ajuda no alívio desse sintoma a longo prazo.

Mas, a Amitriptilina, como a maioria dos remédios que agem no sistema nervoso central (SNC), é um “fármaco sujo”. Isso significa que ele atua em vários alvos.

Além do seu efeito de bloquear a recaptação de serotonina, ele também atua como um anti-histamínico, ou antialérgico. Por isso, um dos principais efeitos colaterais dele é o sono. Por isso, indicam usar antes de dormir.

Enxaqueca

As dores de cabeça e outras dores crônicas são as principais causas de falta no trabalho no Brasil e no mundo. Portanto, o tratamento desse sintoma é vital.

A dor crônica pode agir no cérebro e se tornar persistente com o tempo. Dessa forma, os efeitos da Amitriptilina e outros antidepressivos podem ser usados para aliviar esse sintoma.

Enurese noturna ou “xixi na cama”

Ainda não se sabe muito bem o motivo, mas a Amitriptilina ajuda as pessoas que estão tendo os temidos “sonhos molhados”. Como citado, é provável que esses efeitos sejam da “sujeira” do remédio, que age em outros lugares do corpo.

Quer descobrir se você sofre com depressão? Um teste criado por psicólogos pode ajudar. Clique aqui ou na imagem abaixo para acessar:

teste de depressão

Mas um profissional precisa avaliar o seu caso, pois você pode pontuar muito nesse teste e na verdade ter um transtorno bipolar. Ele ajuda a dar essa luz, mas não é igual ao diagnóstico de um profissional, certo?

Quanto tempo a Amitriptilina demora para fazer efeito?

O remédio chega no sangue e se espalha pelo cérebro poucas horas depois que você toma. Mas a Amitriptilina não é como uma dipirona, que alivia a dor em minutos. Pelo contrário, ela precisa se juntar por duas a três semanas para começar dar resposta.

Qual o preço da Amitriptilina?

Hoje várias indústrias fazem essa substância com vários nomes diferentes, vale dar uma pesquisada:

  • Amytril
  • Neo Amitriptilin
  • Neurotrypt
  • Trisomatol

O preço também muda muito de acordo com a dosagem. Você pode encontrar as caixas de 25mg por seis reais, mas as de 75mg já pulam para trinta reais. É o seu médico que vai lhe dizer qual a melhor dosagem para o seu caso.

amitriptilina

Amitriptilina é perigoso?

A Amitriptilina tem efeitos colaterais que vão de leves e comuns como sono até raros, mas graves, como a hepatite.

Mas há vários outros fármacos mais ou menos “sujos” para um efeito colateral que te incomoda. Dessa forma o psiquiatra pode testar outros remédios até que os efeitos te incomodem menos.

Reações adversas com frequência variável

  • Aumento de peso
  • Impotência
  • Cãibra
  • Arritmia
  • Boca seca
  • Confusão
  • Falta de concentração
  • Dor de cabeça
  • Sono
  • Visão borrada
  • Redução da memória

Reações adversas raras e muito raras (menos de 1 em 10.000)

Superdose

A ingestão muito grande ou o uso da Amitriptilina com outras substâncias, como o álcool, podem aumentar os efeitos da Amitriptilina. Isso pode levar à morte em alguns casos. Portanto, a Amitriptilina e a grande parte das drogas que agem no SNC devem sempre ser receitadas por um médico.

Nesse sentido, a superdose dá:

  • Arritmias cardíacas
  • Pressão muito baixa
  • Confusão
  • Dilatação da pupila
  • Sono
  • Coma
  • Convulsões

Tratamento para depressão com a Eurekka

sede presencial da Eurekka

Então, como você viu nesse artigo, para usar Amitriptilina, você precisa do diagnóstico de profissional capacitado. Além disso, é recomendado acompanhamento médico.

Portanto, se você está sentindo algum desses sintomas ou já faz uso da Amitriptilina, talvez esteja na hora de agendar uma avaliação com um psiquiatra da Eurekka!

A Eurekka é a maior clínica de psicoterapia online do Brasil. Ela ajuda centenas de pessoas, todos os meses, a viverem uma vida melhor. Agora, também conta com atendimento médico.

Você pode clicar aqui para conhecer a Eurekka Med e tirar todas as suas dúvidas em relação às consultas da Eurekka. O melhor de tudo é que os nossos profissionais podem atender você de qualquer lugar do mundo, na modalidade online ou em breve, de forma presencial!

Seja como for, a gente vai ajudar você a levar a vida que você merece. Parabéns por ter chegado até aqui. Agora, a gente quer interagir com você, então pode comentar aqui embaixo que a gente promete responder, tá?

Para acessar mais conteúdos gratuitos como esse sobre psicologia e saúde emocional, clique na rede social que preferir: InstagramFacebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.58

Eurekka Psicólogos

A Eurekka é uma Clínica de Psicologia especializada em terapia online que atende pacientes de todo o mundo. Os Psicólogos da equipe são treinados para aplicar a Terapia Cognitivo Comportamental de última geração nos mais diversos problemas: ansiedade, depressão, traumas, fobias, autoestima, disciplina, relacionamentos e muito mais.

13 replies on “Amitriptilina: Entenda o que ela faz no seu cérebro”

Boa noite, tomo amitriptilina a dois meses e ainda sinto ansiedade, tomo junto com 1 mg de clonazepam é normal?

Oi Alexandra! Qualquer tipo de sintoma relacionado ao uso de um ou mais remédios deve ser relatado ao médico responsável, pois ele já tem conhecimento do seu caso!

– Pedro, Equipe Eurekka

Ola! Meu nome é Tamires faço o uso de clonazepan 2 mg a 3 anos e alguns meses.minha pergunta e estou fazendo o desmame com recomendações médica com ouso do amitriptilina de 25 mg para ir substituindo o clonazepan.será quê não vou ficar dependente do amitriptilina??? Deus abençoe vc.

Olá Tamires, bom dia! Questões como essa devem ser faladas com o médico responsável pelo seu caso, que já conhece o seu histórico e é o único que pode esclarecer esses pontos. Abraço!

– Equipe Eurekka

Passei no otorrino e ele me receito esse medicamento a amitriptilina mais eu li na bula q é pra depressão posso tomar assim mesmo?
E se eu tomar vou fica com sonolência no outro dia?
Obrigada espero resposta.

Bom dia, Maria Lucia. Esses questionamentos devem ser feitos para o médico que te receitou o remédio. Existe um motivo pelo qual ele te passou a amitriptilina, e essa dúvida deve ser tirada com ele. Obrigado por ler nosso texto!

– Pedro, Equipe Eurekka

Oi, Antônio! Questões sobre a dosagem de uma medicamento só devem ser feitas para um médico!

– Pedro, da Equipe Eurekka

Boa noite faço uso de Amitriptilina 25mg e Rivotril 2mg a pelo menos 16 anos acho.
Gostaria de saber se consigo para o uso dessi medicamento.
Ou ir diminuindo aos poucos até não precisar mais usar.
Não quero ficar dependente disso a vida toda.pois querendo ou não é uma droga lícita.
Essis remédios estão dando outros problemas de saúde.
Eu tenho 44 anos hj.

Olá Maxmauro, tudo bem? O único profissional que pode dizer se você pode parar de tomar algum medicamento é o Psiquiatra. Apenas com uma análise do seu caso será ele poderá dizer se você pode parar de tomar ou não. Lembrando que só o medicamento apenas trata os sintomas e não a causa e, portanto, não é uma forma de se curar de uma doença. Recomendamos que você também inicie a psicoterapia junto com o acompanhamento psiquiátrico para que possa, aos poucos, se livrar do medicamento.

Obrigado por nos acompanhar aqui no blog!

– Pedro, da Equipe Eurekka.

Eu também me faz mto bem uso desde 2001, queria saber também se faz mal na velhice pois tenho hoje 52 anos.

Faço uso da amitriptilina por um longo período e me dou muito bem; tenho a preocupação,se esse uso prolongado pode me prejudicar no futuro na minha velhice??

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.